Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Mundo

Rejeição a Piñera bate recorde e vai a 78%

Bartô Granja/Via Pátria Latina

O presidente Sebastián Piñera tem 78% de rejeição entre seus compatriotas durante as duas primeiras semanas de março, 13 pontos a mais do que nas duas semanas anteriores, revela pesquisa divulgada pelas redes sociais na madrugada desta quinta, 18.

A pesquisa quinzenal Pulso Ciudadano, da empresa de consultoria Ativa, indica que o presidente só tem o apoio de 10,7% da população, ou seja, 4,2% menos do que na segunda quinzena de fevereiro.

Quando perguntado: ‘Você aprova ou desaprova a maneira como Sebastián Piñera está conduzindo seu governo? O estudo mostra que a avaliação negativa se estende por todos os setores, independentemente do status socioeconômico, idade, sexo, área de residência e tendência política.

Somente entre aqueles que se identificam como de direita, a rejeição é menor, mas ainda atinge 48,1% dos entrevistados.

O gabinete está em pior situação, pois 79,4% disseram discordar do trabalho dos ministros, o que só é considerado positivo em 9,8%. Os demais entrevistados – 10,8% – disseram que não sabiam.

Pulso Ciudadano também aponta que a percepção da situação do país em todos os aspectos é um revés para 53% da população, enquanto um grande grupo de 32,3% disse não ter certeza de para onde o Chile está se dirigindo, e apenas 14,7% disse que estava ‘na direção certa’.

Correspondendo a estas respostas, 81 de cada 100 entrevistados disseram que o país está estagnando ou regredindo, e apenas 14% disseram que está progredindo.

A pesquisa foi realizada entre 9 e 12 de março com entrevistas de 1.235 homens e mulheres maiores de 18 anos de todas as regiões do país e com uma margem de erro de 2,8 por cento.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2021 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente