Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasília

Reviravolta; e comércio volta a abrir as portas

Carolina Paiva, Edição

Durou menos de 24 horas a revogação, pela Justiça, de trechos de decreto do governador Ibaneis Rocha que liberava todas as atividades profissionais e comércio a funcionarem em Brasília.

Na terça, 30, a juíza Katia Balbino de Carvalho Ferreira restringiu ‘serviços essenciais’ a cultos, escolas, academias, postos de combustíveis, farmácias, lojas de conveniência etc. E determinava o fechamento de bares, restaurantes e comércio em geral.

Nesta quarta, 31, porém, ua nova decisão do Tribunal de Justiça Federal da 1ª Região liberou o funcionamento do comércio e serviços considerados não essenciais no Distrito Federal. A medida anula uma liminar que determinava o fechamento dos estabelecimentos a partir desta quinta-feira ( 1º).

Seguem valendo as restrições no horário de funcionamento de bares, restaurantes, comércio e eventos, e o toque de recolher, das 22h às 5h. A decisão, assinada pela desembargadora Ângela Catão, atende a um recurso do Governo do Distrito Federal contra a suspensão do decreto que flexibilizou as medidas de restrição na capital.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2021 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente