Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Mundo

Rússia adverte que ninguém mexe com Maduro

Bartô Granja, Edição

O vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Ryabkov, disse a jornalistas na sexta-feira que Moscou está determinada a combater qualquer tentativa interna ou externa de desestabilizar a situação na Venezuela. O funcionário ressaltou que os Estados Unidos continuam planejando maneiras de desestabilizar ainda mais a situação no país. No entanto, ele observou que seus esforços falharam devido ao apoio público às autoridades legitimamente eleitas.

Ryabkov também sublinhou que Moscou continuará a impulsionar o potencial das Forças Armadas venezuelanas. “Certamente tomaremos medidas nos termos dos acordos existentes, que ajudarão a fortalecer o potencial das Forças Armadas daquele país”, disse Ryabkov a repórteres.

Ryabkov sublinhou que o foco será colocado no equipamento enviado à Venezuela , mais uma vez descartando as especulações de que a Rússia tenha pessoal militar implantado no país latino-americano.

A Venezuela tem sido afetada pela instabilidade política desde janeiro, quando o líder da oposição apoiado pelos EUA e chefe da Assembléia Nacional, Juan Guaido, proclamou-se presidente interino em uma tentativa de substituir o atual presidente Nicolas Maduro.

Os Estados Unidos e seus aliados, incluindo várias nações da UE, reconheceram imediatamente Guaido, enquanto Rússia, China, Cuba, Bolívia, Turquia, entre outros, expressaram seu apoio a Maduro como o único presidente legítimo do país.

A Rússia sublinhou várias vezes que a presença de especialistas militares russos na Venezuela é completamente legítima. Os especialistas estão no país para treinar técnicos e trabalhar no reparo e manutenção de sistemas de armas, previamente enviados à Venezuela sob acordos bilaterais de cooperação da indústria de defesa.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente