Sary-Shagtan

Rússia aprova mísseis de defesa de Moscou e seus aliados

Foto/Divulgação - Sputnikinews
Marta Nobre

A Rússia decidiu responder à altura às ameaças militares que rondam Moscou. E nesta terça, 13 (horário local) mostrou à Otan que não só sua capital, como os aliados da Europa Oriental e do Báltico estão em condições de se defender de eventuais ataques surpresas. Para isso, conta com modernos mísseis de interceptação, testados nos últimos dias com 100% de sucesso.

Os testes foram realizados em uma área do Cazaquistão. Os mísseis são da série Sary-Shagtan. Suas características ultrapassam as armas mais avançadas produzidas na Europa e Estados Unidos, informou o coronel Andrei Prikhodko, da Força Aeroespacial russa.

Ele acrescentou que o míssil é capaz de interceptar ataques únicos e múltiplos, incluindo ICBMs de nova geração.

Os novos armamentos se juntarão ao sistema de mísseis antibalísticos A-135 operado pelas Forças Aeroespaciais Russas e implantado em torno de Moscou para proteger a capital russa e seus arredores contra ataques de mísseis inimigos. Também é parte de um sistema existente de alerta inicial de mísseis e controle espacial.

Os testes iniciais foram feitos na virada da década, quando o sistema ABM A-135 foi exigido em diferentes situações. O sistema consiste no radar Don-2N em Sofrino, fora de Moscou, no centro de comando 5K80 em Pushkino e várias baterias de mísseis interceptor de curto alcance de 53Tb.

COMPARTILHE