Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasília

‘Sabe quem é meu pai? Isso aqui é blitz, não é fila de exame de DNA’, diz policial

Antônio Albuquerque

Ibaneis Rocha caiu na boca do povo de novo. Mas para jogar ovo podre nele, não para ovacioná-lo. Motivo de chacota desde que assumiu o Palácio do Buriti, quebrando promessas tão logo recebeu a faixa de governador, ele voltou a ser alvo de memes satíricas nas últimas 24 horas. A gozação é fruto da anunciada carteira de identidade especial para seus filhos, parentes próximos e secretários de governo.

Temendo os apupos da população em fúria, Ibaneis tem evitado inclusive sair às ruas. Passa a maior parte do tempo recolhido na mansão do Lago Sul, que comprou já como governador, pela bagatela de 23 milhões de reais. Foi o maior negócio imobiliário já feito na capital da República.

Quando pensa em sair casa, ele chega a cogitar ir com seu avião – também comprado há alguns dias por 7 milhões de reais -, mas desiste da ideia por lembrar que não construiu ainda uma pista de pouso na Praça do Buriti. Enquanto isso, nas ruas, o que se ouve é que Ibaneis só tem feito aberrações.

Conta-se que um de seus filhos, parado em uma blitz do Gaeco (Grupo de Combate ao Crime Organizado), teria desafiado a autoridade policial. Nessa ocasião, com a voz alterada, tentou dar uma carteirada, perguntando, com o novo documento de identificação na mão, se o representante da lei tinha ideia sobre com quem estava falando.

– Você sabe quem eu sou? Sabe quem é meu pai?, teria dito o filho do governador, segundo testemunhas oculares.

O policial, porém, não se intimidou. Não permitiu que houvesse desacato. Consciente das suas obrigações, mandou que o rapaz descesse do carro, colocasse as mãos na nuca, abrisse as pernas. Apalpado (enquanto o povo apupava), ouviu a resposta do policial:

– Não sei quem é seu pai, não sei de quem você é filho. E não quero saber. Até porque isso aqui é uma blitz policial, e não fila para fazer exame de DNA como no Programa do Ratinho.

Não se sabe se essa ocorrência hilária é fake news, se é mera invenção popular. Mas o certo é que todo desvio do governador de Brasília está virando folclore.

Especificamente sobre a malfadada carteira de identidade especial, o Ministério Público cobrou explicações. Colocado contra a parede, Ibaneis revogou o decreto. Manteve, assim, a conduta de voltar atrás – como, aliás, tem feito com todas as suas promessas de campanha.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente