Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Veículos

Se essa moto der certo, vai ser mamão com mel

Antônio Albuquerque, Edição

Motos elétricas, a hidrogênio… tecnologias que já estão aí na “mesa de projetos”, mas e uma moto movida a água? Bem, foi isso que o projetista industrial Maxime Lefebvre criou para a Yamaha. O conceito XT 500 h20 é uma releitura moderna da XT500 original, da década de 1970, com propulsor a base de água.

O conceito que foi criado com liberdade, mas a pedido da Yamaha, começou a ser desenhado em 2016. Depois de várias conversas, reuniões e mudanças com o time de design, o projeto das fotos é o que se tornou o resultado final conceitual.

Seguindo o espírito do modelo original, a XT 500 h20 tinha que ser leve, capaz e fácil de manter. O conceito pensado com desenho futurista para 2025, já não tão longe, usaria uma bomba que movimentaria água para gerar movimento. Além de econômico, seria ainda mais amigável ao meio ambiente.

De acordo com Lefebvre, o conceito modernizado mantém o espírito da XT 500 original. É possível ver alguns detalhes como o banco liso e interiço ao estilo cross, o guidão elevado e um pequeno defletor na dianteira. Apesar disso, o conceito traz rodas de 17″ e pneus mais focados no asfalto que a XT 500 “raiz”.

A XT 500 original usava rodas de 21″ na frente e 18″ atrás, para poder calçar pneus off com cravo e encarar qualquer terreno. Além disso, fez sucesso e ficou reconhecida pela participação no rali Paris-Dakar, além da baixa necessidade de manutenção e alta durabilidade para uso severo em qualquer terreno.

O sucesso da linha XT surgiu daí e se expandiu para outros modelos. Virou uma família com modelos de 250 cm³, 600 cm³ e 660 cm³. A última, saiu de linha em 2018, aqui no Brasil e na Europa.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente