Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Mundo

Terremoto na Albânia causa danos e mortes

Bartô Granja, Edição

Pelo menos 15 pessoas morreram e cerca de trezentas ficaram feridas em decorrência de um terremoto de magnitude 6,4 na escala de Richter, que atingiu na madrugada desta terça (26) a Albânia. Vários edifícios desabaram e as autoridades procuram agora sobreviventes nos escombros.

O presidente da Albânia, Ilir Meta, afirmou que a situação na cidade de Thumane, mais próxima do epicentro, é “muito dramática” e que são feitos todos os esforços para tirar vítimas dos escombros.

A porta-voz do ministério da Defesa, Albana Qehajaj, disse que dois corpos foram retirados de um prédio que desmoronou na cidade portuária de Durres, a 33 quilômetros de Tirana, capital do país.

Um homem de 50 anos morreu ao se atirar de um prédio, em pânico, na cidade albanesa de Kurbin. No total, três mortos foram registados em Durres, dois na cidade de Thumane, no norte, e uma em Kurbin.

O ministro da Saúde, Ogerta Manastirliu, disse que cerca de 300 feridos já foram transferidos para hospitais em Durres, Tirana e Thumane, mas que espera ainda mais feridos.

Mais de 300 militares foram mobilizados para participar das operações de resgate em Durres e Thumane, onde “há pessoas presas nos escombros”, de acordo com o ministro da Defesa.

O sismólogo Rrapo Ormeni explicou que se trata do mais forte sismo na região de Durres desde 1926. O tremor fez os moradores de Tirana, em pânico, saírem às ruas.

O epicentro foi registrado no Mar Adriático, a 34 quilômetros a noroeste da capital do país, Tirana, a uma profundidade de 10 quilômetros, de acordo com o Centro Sismológico Euro-Mediterrânico.

O sismo foi seguido de várias réplicas, a mais forte de magnitude 5,3, de acordo com o centro sismológico euro-mediterrâneo. Os Balcãs são uma zona de forte atividade sísmica e os tremores de terra são frequentes.

“Os danos são consideráveis”, apontaram as autoridades. Equipes internacionais de apoio da Itália e da Grécia estão a caminho da Albânia.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente