Rumo à Rússia

Tite anuncia guerreiros para defender Pátria de Chuteiras

Foto/Arquivo Notibras
Mário Camargo

O técnico Tite anunciou na tarde desta segunda-feira, 14, os nomes dos 23 jogadores convocados da Seleção Brasileira de Futebol que disputará a Copa do Mundo da Fifa na Rússia, a partir de junho.

A única novidade é o lateral Fagner, do Corinthians. Ele entrou na vaga de Daniel Alves, do PSG, que se contundiu na semana passada. Agora é torcer. São milhões de brasileiros compondo uma Pátria de Chuteiras.

Veja os convocados:

Goleiros
Alisson, Cássio e Ederson

Defensores
Danilo, Geromel, Filipe Luís, Marcelo, Marquinhos, Miranda, Fagner e Thiago Silva

Meio-campistas
Casemiro, Fernandinho, Fred, Paulinho, Coutinho, Renato Augusto e Willian

Atacantes
Douglas Costa, Firmino, Gabriel Jesus, Neymar e Taison

Em cima da hora – Segundo o treinador, por volta das 13h30 ele conversou com o médico da seleção, Rodrigo Lasmar, para saber a real condição física de um dos jogadores. Tite não quis revelar qual foi o atleta. No domingo, Lasmar foi ao CT do Corinthians para avaliar a condição do lateral-direito Fagner, que se recupera de lesão muscular.

Ele afirmou não saber “qual o nível de justiça” na lista de 23 convocados, mas se disse “em paz”. “Conversando ontem [domingo] com o Edu (Gaspar, coordenador de seleções) a respeito da corrida que ele teve com o doutor Rodrigo, de deixar e ter todos os atletas em segurança e saúde, ele me falou uma coisa que me bateu muito forte: ‘Tite, tudo o que conseguimos fazer foi em cima de acompanhamentos e dados’. Isso me dá uma tranquilidade muito grande”, comentou.

Ao ser questionado sobre o que mais pesou na hora de escolher os atletas, se foram as características ou o momento de cada um, Tite mencionou uma entrevista concedida pelo jogador de basquete Nenê, brasileiro que atua na NBA. “Ele citou a consistência de carreira, consistência do momento, e é esse fator que credencia o atleta a estar presente numa Copa do Mundo”, afirmou. Segundo Tite, o desempenho de cada atleta em suas equipes e principalmente nos momentos em que foi convocado determinou sua convocação ou não.

O técnico disse ainda reconhecer que muitas opiniões contrárias sobre a lista irão surgir. “Por vezes a escolha é por um detalhezinho, versatilidade e velocidade”, comentou. Tite declarou ainda que já definiu a lista de 12 suplentes. “Vou falar um nome: Dedé, porque ele merece. Todos os problemas de joelho que passou, de ficar fora, de encontrar clube, família, e voltar em alto nível”.

Quanto à proximidade da Copa, que será o auge de sua passagem pelo comando da seleção, Tite se mostrou tranquilo e afirmou que “agora segue o trabalho, uma nova etapa, agora é o Mundial, de 3 a 7 jogos, com etapas de preparação, mas essa construção passo a passo continua”.

COMPARTILHE