Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Mundo

Trump provoca Irã e simula um ataque nuclear

Foto/Sputniknews
Bartô Granja, Edição

O USS Abraham Lincoln, vários caças e helicópteros e um bombardeiro estratégico B-52 realizaram exercícios conjuntos no Mar da Arábia, informou a Força Aérea dos EUA em um comunicado.

De acordo com a USAF, os treinos, que aconteceram no sábado, “simularam operações de ataque” e envolveram F/A-18 Super Hornets, MH-60 Sea Hawk e E-2D Growlers, com a aeronave simulando missões com o B-52, que é um bombardeiro de longo alcance com capacidade nuclear.

As tensões entre o Irã e os EUA aumentaram no mês passado, com os EUA enviando um grupo de bombardeiros, bombardeiros estratégicos e baterias de defesa antimísseis Patriot à região em meio a alegadas informações “profundas e sérias” sobre as ameaças impostas pelo Irã contra os EUA e seus interesses na região. região.

As relações EUA-Irã começaram a deteriorar-se significativamente a partir de maio de 2018, quando os EUA se retiraram unilateralmente do acordo nuclear com o Irã e aplicaram uma série de sanções incapacitantes em Teerã.

No domingo, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse que os EUA estariam dispostos a conversar com o Irã quando ele começasse a se comportar “como uma nação normal”.

O Ministério das Relações Exteriores iraniano acusou Pompeo de “brincar com as palavras” e disse que uma mudança de conduta, e não apenas retórica, era necessária para “que quaisquer conversas aconteçam”.

No início desta semana, o presidente iraniano, Hassan Rouhani, disse que Teerã estaria disposto a dialogar com os EUA se Washington mostrasse respeito ao Irã e seguisse as regras internacionais.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente