Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Mundo

‘Trump se intrometeu e atrasou derrota do Estado Islâmico’

Foto/Arquivo Notibras
Bartô Granja, Edição

O líder do grupo Hezbollah criticou o presidente dos EUA, Donald Trump, antes de sua esperada declaração de vitória contra o grupo extremista Estado Islâmico na Síria. Hassan Nasrallah disse neste sábado que, não fossem os EUA, as forças do governo sírio, apoiadas por combatentes do Hezbollah, teriam derrotado os extremistas há muito tempo.

As forças sírias recuperaram do Estado Islâmico todas as áreas a Oeste do rio Eufrates até o fim de 2017, enquanto que no lado Leste, é esperado que os combatentes curdos apoiados pelos EUA encerrem sua batalha contra o grupo extremista nos próximos dias

Nasrallah disse que a declaração de vitória contra o Estado Islâmico será feita pelo “maior hipócrita do mundo, o presidente americano Donald Trump”.

Um comandante das forças curdas em combate ao Estado Islâmico informou neste sábado que estão se aproximando do último reduto de militantes do grupo extremista em uma pequena área de menos de um quilômetro quadrado no leste da Síria e em breve declarariam a vitória.

Ontem, Trump afirmou que a Casa Branca faria um anúncio sobre a luta contra o Estado Islâmico até o fim deste sábado. “Temos muitos anúncios sobre a Síria e nosso sucesso com a erradicação do califado e isso será anunciado nas próximas 24 horas”, disse Trump a jornalistas nesta sexta-feira.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente