Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Alerta médico

Varíola dos macacos se espalha antes dos sintomas

Publicado

Foto/Imagem:
Svetiana Ekimenko/Via Sputniknews - Foto Reprodução

Há evidências que apontam para uma transmissão “considerável” da varíola dos macacos nos vários dias antes do surgimento dos sintomas do vírus, revelou um estudo de rastreamento de contatos no Reino Unido.

Os dados de vigilância de rotina de 2.746 pessoas diagnosticadas com varíola dos macacos na Grã-Bretanha entre 6 de maio e 1º de agosto e coletados pela Agência de Segurança da Saúde do Reino Unido (UKHSA) foram examinados pela equipe de pesquisa.

Os investigadores da UKHSA envolvidos no estudo, cujos detalhes foram publicados na revista British Medical Association (BMAJ) em 2 de novembro, analisaram os dados do questionário para estimar o período de incubação da varíola dos macacos. Eles também examinaram dados para estimar o chamado “intervalo serial” – o tempo entre os primeiros sintomas de um indivíduo e o início dos sintomas em uma pessoa para quem provavelmente transmitiram o vírus.

Recorrendo a vários modelos matemáticos, a equipe descobriu que o intervalo serial médio era de 0,3 a 1,7 dias mais curto do que o período médio de incubação, que normalmente era de uma semana. Assim, os cientistas concluíram que um número “substancial” de casos (cerca de 53%) foi transmitido de forma pré-sintomática.

Após análise detalhada de 13 pares de indivíduos entre os quais a varíola dos macacos foi provavelmente transmitida7, 10 pareciam mostrar a ocorrência de transmissão pré-sintomática. Em outras palavras, é provável que o vírus tenha sido transmitido de uma pessoa para outra no máximo quatro dias antes de qualquer sintoma ser exibido.

Publicidade
Publicidade