Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Mundo

Velhos conflitos voltam a afastar Quênia e Somália

Foto/Arquivo Notibras
Bartô Granja, Edição

O secretário de Relações Exteriores do Quênia, Macharia Kamau, afirmou que o país retirou seu embaixador na Somália e pediu ao embaixador somali que deixe o país, por causa de uma suposta ocupação de território marítimo pela Somália.

Kamau disse neste sábado que a retirada do embaixador é consequência “de uma decisão lamentável e escandalosa do governo da Somália de leiloar blocos de petróleo e gás no território marítimo do Quênia, que faz fronteira com a Somália”.

O Quênia e a Somália estão envolvidos em uma disputa legal na Corte Internacional de Justiça sobre suas águas territoriais no Oceano Índico.

Kamau afirmou que a ocupação do território é equivalente a um ato de agressão contra o povo do Quênia e seus recursos.

As tropas quenianas fazem parte das forças da União Africana que fortalecem o fraco governo da Somália contra uma insurgência extremista.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente