Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Esportes

Vettel faz pole no Canadá, em F1 só para a TV fechada

Mário Camargo

Deu o alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, na pole do GP do Canadá. Ele desbancou o lugar na primeira fila, quando udo indicava que a posição seria mais uma vez de seu adversário Lewis Hamilton, da Mercedes e líder da temporada. A corrida será em Montreal, neste domingo, 9, sem transmissão pela TV aberta.

Vettel tirou o “coelho da cartola” em uma volta voadora nos instantes finais da qualificação, atrasada pela forte batida de Kevin Magnussen no Q2. Ele superou o inglês em mais de dois décimos para conquistar sua primeira pole da temporada – e de quebra, o novo recorde do Circuito Gilles Villeneuve.

Hamilton teve que se contentar com a segunda posição – na tentativa de ser o recordista solitário de poles no Canadá, já que segue empatado com Michael Schumacher, ambos com seis poles positions.

Charles Leclerc larga em terceiro, enquanto a Renault conseguiu sua melhor posição no grid de largada de 2019 com Daniel Ricciardo alinhando ao lado do monegasco na segunda fila do grid.

A Red Bull e própria Haas de Magnussen foram comprometidas pelo seu incidente no Q2. Magnussen atingiu o Muro dos Campeões e teve seu pneu furado de imediato, rodando no circuito e acertando fortemente as proteções do lado oposto, antes de novamente retornar ao muro que original o acidente – danificando por completo sua VF-19.

Apesar da batida o tempo de Magnussen lhe garantiria a participação no Q3, mas a equipe terá muito trabalho para reconstruir o carro do dinamarquês – que larga em 10º na corrida deste domingo.

Com a batida faltando um minuto para o fim do Q2 e a subsequente bandeira vermelha, Max Verstappen e Romain Grosjean foram eliminados, já que ambos deixaram para fazer suas voltas rápidas no final. Eles vão largar em 11º e 15º, respectivamente.

A salvação da Red Bull foi Pierre Gasly. O francês cravou 1:11.079s, suficiente para lhe dar a quinta posição do grid à frente da Mercedes W10 de Valtteri Bottas.

O finlandês errou no Q3, depois de acelerar na grama saindo da curva do grampo para a grande reta. Ele segurou o carro para não bater no muro, com sucesso, mas foi obrigado a retornar aos boxes para trocar seus pneus completamente destruídos. No final, ele marcou 1:11.101s e vai completar a terceira fila do grid ao lado de Gasly.

Foi um bom dia para a Renault, com Nico Hulkenberg largando na sétima posição na corrida de amanhã, seguido pelas duas McLaren. Lando Norris na P8 e Carlos Sainz logo atrás.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente