Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Esportes

Vettel vence no Canadá, mas Hamilton leva no tapetão

Foto/Divulgação - FIA
Mário Camargo

O tapetão entrou em cena neste domingo. Foi no GP do Canadá de Fórmula 1. E mostrou que quando a fase é boa, tudo conspira a favor. Mais do que nunca fazendo valer a máxima, Lewis Hamilton, mesmo cruzando a linha de chegada em segundo, foi declarado vencedor da prova, devido a uma punição ao alemão Sebastian Vettel, que terminou à frente do britânico na sétima etapa do Mundial de Fórmula 1, mas acabou punido pelos comissários da prova devido a uma manobra considerada perigosa.

O momento decisivo ocorreu na 48ª volta no Circuito Gilles Villeneuve, quando o piloto da Mercedes tentava se aproximar do tedesco. Vettel acabou errando na chicane, foi para a grama e quase tocou em Hamilton ao voltar à pista, mas se manteve na ponta. O lance ficou sob investigação por alguns instantes, até que os comissários decidiram impor uma sanção ao alemão de cinco segundos. Ao cruzar a linha de chegada apenas a dois de vantagem do rival, o piloto da Ferrari acabou ficando em segundo lugar.

Após a prova, inconformado com a decisão, o alemão quatro vezes campeão do mundo ainda realizou um pequeno protesto em frente à plateia próxima ao pódio ao trocar a placa de segundo lugar que estava em frente ao seu carro com a de Hamilton. Em terceiro lugar, e apenas se lamentando pela má estratégia de sua equipe, a Ferrari, completou o pódio o monegasco Charles Leclerc.

Indiferente à irritação do oponente e de parte do público, que o vaiou no pódio, o inglês comemorou seu quinto triunfo no ano, o sétimo no Canadá e o 78º na carreira, e a chegada aos 162 pontos na liderança da classificação. Seu colega de escuderia, o finlandês Valtteri Bottas ocupa o segundo posto, agora com 133, seguido por Vettel, que tem 100 pontos, e o holandês Max Verstappen, da Red Bull, que chegou aos 88, em quarto lugar.

Na prova, as primeiras posições contaram com poucas alterações nas primeiras voltas em relação ao grid. Logo na largada, Hamilton empreendeu rápida disputa com Leclerc pelo segundo posto, mas manteve o segundo lugar, enquanto Vettel não era incomodado na ponta. Com os pilotos largando com pneus médios e trocando-os por volta da 30ª volta, as posições se mantiveram até o fim.

Já Valtteri Bottas, que fez de sua volta mais rápida o recorde da pista (1min13s078), terminou em quarto. Ele foi seguido por Max Verstappen (Red Bull), Daniel Ricciardo (Renault), Nico Hulkenberg (Renault), Pierre Gasly (Red Bull), Lance Stroll (Racing Point) e Daniil Kvyat (Toro Rosso), que fecharam os dez primeiros lugares.

A próxima etapa de um total de 21 provas que compõem o Mundial de Fórmula 1 em 2019 está marcada para o próximo dia 23 de junho, no Grande Prêmio da França, sediado no Circuito de Paul Ricard.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente