Curta nossa página


Vigilante de folga reage a bandidos e morre durante assalto a carro

Publicado

Autor/Imagem:


Um homem de 47 anos morreu após uma tentativa de assalto na QNG 7 de Taguatinga, informa o G1. O crime foi na noite desta sexta-feira (28). Segundo a Polícia Civil, o homem reagiu à abordagem e foi baleado na cabeça e no peito.

Fausto Lopes e a namorada pararam o carro por volta de 23h30 em frente a um prédio. Antes de subir, passaram cerca de uma hora dentro do veículo. De acordo com a polícia, três homens armados apareceram e anunciaram o assalto.

Em depoimento, a mulher contou que os bandidos mandaram ela descer do carro.  Quando os ladrões foram para o lado de Lopes, ele reagiu e houve luta corporal. A vítima, que era vigilante do Tribunal de Justiça, levou dois tiros na cabeça e no peito. Ele morreu na hora.

A namorada do vigilante não foi atingida pelos disparos e ficou em estado de choque. Os bandidos fugiram sem levar nada. O caso é investigado pela 17ª DP. Até a publicação desta reportagem, ninguém havia sido preso.

Parentes contam que no mês passado Lopes havia sido assaltado e também reagiu. “Ele foi assaltado lá na QNM 18 onde minha tia mora”, conta a prima Rosilene Leal.

“O cara saltou querendo pegar a carteira dele e ele falou que não iria entregar. Aí eu falei: ‘Fausto, você não faça isso porque aqui tem muito assaltante’. E ele falou assim: ‘É dar e morrer.’ Aí ele chegou aqui e foi o que aconteceu. Ele reagiu.”

Moradores reclamam da falta de segurança na região. “Eu mesma já fui assaltada e roubaram meu carro. Foi encontrado na Samambaia no outro dia, mas é isso que a gente vê”, diz jornalista Gabriela Souza.

“Policial aqui é difícil. Não tem policial. Pode andar aqui às 20h da noite que você não vê policial andando por aqui”, diz o chacareiro Edvaldo Rodrigues.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2023 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.