Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Só elétrico

Volvo cria rede de eletropostos para SUV XC40

Publicado

Foto/Imagem:
Antônio Albuquerque, Edição/Via Boutique do Carro - Foto Divulgação

A Volvo decidiu investir e R$ 10 milhões no Brasil para lançar uma malha rodoviária de carregadores de alta voltagem. Até março de 2022, a marca planeja a instalação de 13 estações de carga rápida em corrente direta de 150 kW de potência. Cada carregador terá dois plugues e serão instalados em pontos de conveniência, em parceria com a EcoRodovias.

De acordo com a montadora sueca, nestas estações, será possível encher 80% das baterias dos carros em apenas 35 minutos. Ao todo, serão 3.250 km cobertos por esses equipamentos. Eles vão ligar a cidade de São Paulo a outras grandes cidades e capitais, como, por exemplo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Uberlândia. Ou até mesmo Curitiba, no Paraná.

A eletrificação na Volvo não é nicho, nem complemento de gama, é uma realidade. A Volvo, sozinha, vai dobrar as vendas de carros elétricos no Brasil. É a maior frente de eletrificação da marca. Estamos vendendo o futuro enquanto os nossos concorrentes estão a vender o passado”, resume João Oliveira, diretor geral de operações da Volvo Cars no Brasil.

Só elétrico
A partir desta quinta-feira, dia 16 de dezembro, a Volvo passa a vender o XC40 somente em versões 100% elétricas no Brasil. Assim, o mercado brasileiro será o primeiro no mundo onde o SUV de luxo será puramente elétrico, sem a oferta de versões híbridas do tipo plug-in.

Não por menos, essa é uma jogada muito ousada. Em 2021, o XC40 se estabeleceu como carro-chefe da Volvo e lidera as vendas de SUVs premium eletrificados com cerca de 2.900 unidades até novembro. O modelo, inclusive, já vendeu todo o lote destinado ao Brasil até fevereiro de 2022.

Dessa forma, a Volvo mexe no seu carro mais vendido, que representa cerca de 43% das vendas totais da marca no País. Para se ter uma ideia, a versão elétrica do SUV corresponde a 1/4 das vendas do modelo. Mas, não deixa de ser um grande salto para a montadora, visto que com a nova linha, ela representará 40% das vendas de elétricos por aqui.

Com o investimento na malha de carregadores, a Volvo vai instalar outras 52 estações de corrente alternada, com potência de 11 kW. Nelas, leva-se entre 7 e 8 horas para encher as baterias, mas a ideia é que sirvam de apoio, nos postos de suporte aos usuários (SAUs). Assim, estes carregadores terão a missão de ajudar os usuários que, eventualmente, planejaram mal a viagem. Seja como for, segundo a Volvo, 80% das recargas dos carros são feitas atualmente nas residência, com carregadores domésticos.

Publicidade
Publicidade