Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Curiosidades

XO dará as caras por aqui nos dias do pico da Covid

Bartô Granja

No dia 7 de maio, quando, segundo as projeções de especialistas, o Brasil estará enfrentando o pico do novo coronavírus, cientistas de todo o mundo, em especial os da Nasa, estarão de olho no Céu. É que, do espaço, há uma nova ameaça se aproximando. Trata-se do 2009-XO, um asteroide de quase 500 metros de diâmetro, potencialmente perigoso em caso de colisão com o planeta.

Essa ‘pedra errante’ é considerada como um risco, já que sua órbita cruza o caminho percorrido pela Terra. Os estudos sugerem que o XO, mantido o seu traçado, passará relativamente longe, isto é, cerca de 3 milhões 300 mil quilômetros, o equivalente a quase 10 vezes a distância daqui à Lua.

Porém, como a velocidade desse asteroide é de 84 mil 600 quilômetros por hora, considerada, consequentemente, como ‘astronômica’, em caso de mudança de rota ele chegaria por aqui em menos de dois dias. O XO é da ‘Classe Apollo’, uma categoria de pedras espaciais gigantescas que raramente passam tão perto da Terra.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente