Ap pequeno fica melhor quando se usa bem a varanda

Um apartamento de 60 m² não é exatamente pequeno para uma só pessoa. Mas, em se tratando dos já comuns imóveis novos onde a varanda ocupa boa parte da área disponível, o espaço para acomodar sala, quarto, cozinha e banheiro fica, sim, limitado.

Foi esse o cenário encontrado pelos arquitetos do Casa 100, Digo Luz e José Guilherme Carceles, quando se envolveram no projeto de reforma de um apartamento recém-entregue pela construtora no Itaim, em São Paulo. “A varanda desse apartamento é enorme quando pensamos que a área total disponível é 60 m². É uma escolha que o proprietário fez de ter mais espaço para o churrasco que ele gosta de fazer”, diz Carceles.

O arquiteto fala de escolha por que, aqui, o cliente teve de fazer algumas ao longo da reforma. A ideia de ter televisão no quarto, na sala e na varanda, por exemplo, foi abolida pelos arquitetos. Já o closet, que até parecia impossível de ser encaixado na planta, ganhou espaço em uma pequena área atrás da cama. “A primeira providência para que o projeto criasse o máximo de sensação de amplitude possível foi eliminar todas as paredes. Móveis também são poucos, temos o mínimo de barreiras possíveis”, explica o arquiteto.

Para que o cliente não ficasse frustrado demais por não ter televisão em todos os ambientes, os arquitetos criaram um trilho automatizado que leva o aparelho de um lugar para o outro. Na área reservada ao estar, um móvel serve de aparador e também banco, em frente ao sofá. “Peças com mais de uma função são muito bem-vindas quando o espaço é reduzido. Gosto também de usar um móvel contínuo que percorre todos os ambientes e serve de aparador na sala e de balcão na cozinha”, comenta.

“Poupamos espaço para o que era realmente necessário, como ter uma bancada de trabalho com computador. Para criar unidade, usamos piso de cimento queimado em todo o apartamento”, pontua Carceles.

Para dar mais graça ao projeto, os arquitetos removeram o forro do teto na área de entrada e instalaram réguas de madeira pinus. “Isso cria um pequeno ambiente de entrada, como se fosse um hall. Sobre o mobiliário escolhido, priorizamos cores claras e iluminadas, que ressaltam a luz abundante que vem da varanda. No fim das contas, coube bastante coisa.”

COMPARTILHE