Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Saúde

Abra o olho para o perigo e fecha a boca para evitar todos os tipos de diabetes



Recentes estudos examinaram as associações entre o consumo de açúcar e diabetes em 175 países. Eles encontraram muito associações claras, onde cada 150 kcal (cerca de uma lata de refrigerante) por dia de açúcar aumentou a prevalência de diabetes de 1,1%.

Estes tipos de estudos são os chamados estudos de observação, que não podem provar que uma coisa causou outro, só podem mostrar que eles estão correlacionados.

No entanto, existem outras linhas de evidência que ligam açúcar para o desenvolvimento de diabetes de tipo II e esta envolve especificamente como açúcar afeta o fígado.

Frutose – A frutose é um tipo de açúcar que está presente em vários produtos industrializados como: refrigerantes, cereais, bolos, biscoito, pães, sorvetes, ketchup, etc. As frutas têm relativamente pequenas quantidades de frutose.

Diferentemente da glicose, a frutose é metabolizado pelo fígado. Com isso o excesso do consumo da frutose o fígado acaba transformando em gordura.

Com o excesso de frutose na alimentação, o fígado do corpo humano acaba se tornando resistente à insulina porque o pâncreas não consegue produzir mais insulina, e é neste ponto que os níveis de açúcar no sangue começam a ficar elevados e o diabetes tipo 2 surge.

Sendo assim, é preciso iniciar o tratamento da resistência insulínica com mudanças do estilo de vida. E uma delas é a diminuição do consumo de alimentos com açúcar e frutose.

Diabetes – O que é diabetes? É uma síndrome metabólica de origem múltipla, decorrente da falta de insulina e/ou da incapacidade de a insulina exercer adequadamente seus efeitos, causando um aumento da glicose (açúcar) no sangue.

Pré-diabetes

A pré-diabetes é um termo usado para indicar que o paciente tem potencial para desenvolver a doença. Nem todo mundo que é diagnosticado com pré-diabetes fica diabético.

Estudos internacionais têm mostrado que mudanças no estilo de vida, com perda de peso, alimentação saudável e prática de atividades físicas estão conseguindo preservar a função do pâncreas e evitar ou retardar a evolução para o diabetes.

Diabetes tipo 2

O diabetes tipo 2 é uma doença crônica que afeta a forma como o corpo metaboliza a glicose, principal fonte de energia do corpo. A pessoa com diabetes tipo 2 pode ter uma resistência aos efeitos da insulina. Quando não tratado, o diabetes tipo 2 pode ser fatal.

Sintomas – Os primeiros sintomas de diabetes tipo 2 podem ser:

– Fome frequente
– Sede constante;
– Formigamento nos pés e furúnculos;
– Infecções frequentes como na pele;
– Feridas que demoram para cicatrizar;
– Visão embaçada;
– Vontade de urinar diversas vezes.

Tratamento – A coisa mais importante é controlar o nível de glicose no sangue para evitar complicações. A medição pode ser feita por meio de um monitor de glicemia ou por meio de bombas de insulina

O principal tratamento do diabetes é através da alimentação. Pessoas com diabetes tipo 2 devem evitar os açúcares presentes nos doces e carboidratos simples, como massas e pães, pois eles possuem um índice glicêmico muito alto isso porque quando um alimento tem o índice glicêmico baixo, ele retarda a absorção da glicose, que não se concentra no sangue.

Atividade física – A atividade física é fundamental em qualquer área da vida e para controlar o diabetes tipo 2 não é diferente. A atividade física ajuda a manter os níveis de açúcar no sangue controlados. A prática de exercícios deve ser realizada de três a cinco vezes na semana

Importante que o paciente com diabetes tipo 2 sempre combine com seus médicos quais são as melhores opções de atividade física e frequência. Os exercícios pesados por exemplo, tem um gasto calórico maior do que a reposição de nutrientes após o treino o que pode haver a hipoglicemia .

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente