Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Esportes

América Mineiro bate lanterna e assume ponta na Segundona



O América-MG demonstrou não ter sentido a eliminação para o Bahia, na Copa do Brasil, venceu o lanterna Vila Nova-GO, por 2 a 0, neste sábado, no Independência, reassumindo a liderança, embora de forma provisória, da Série B do Brasileiro, com 13 pontos. O time goiano, que estreou o técnico Waldemar Lemos, sofreu sua quarta derrota consecutiva na competição e segue sem marcar nenhum gol, com apenas um ponto em 15 possíveis.

Já o time americano confirmou seu bom momento na Série B, ao ganhar o quarto jogo seguido, depois de empatar com o Vasco, no Rio, na estreia no certame. Foram dois triunfos fora de casa e outros dois como mandante. Para terminar a quinta rodada na primeira colocação, o América terá que torcer por pelo menos um empate do Joinville, que tem 12 pontos e enfrenta o Atlético-GO, em Goiânia, às 21h. O Vila Nova visitará a Ponte Preta, em Campinas.

No Vila Nova, o estreante Waldemar Lemos não teve o lateral Ângelo e o volante Radamés, ambos contundidos e substituídos, por Thiago Furlan, com Arthur passando para a direita, e Nenê Bonilha. Já o volante Bruno Veiga cumpriu suspensão. A equipe goiana entrou em campo com o difícil objetivo de conseguir sua primeira vitória, para iniciar a reação na Série B.

Como era esperado, o América-MG iniciou o jogo partindo para a pressão, na tentativa de encurralar o adversário. O técnico Moacir Júnior escalou quatro jogadores ofensivos – Mancini, Willians, Ricardinho e Obina –, que tentaram criar jogadas para abrir o marcador rapidamente. O Vila Nova, por sua vez, se fechou inteiro e jogava claramente para tentar um contra-ataque, que não conseguia encaixar.

A estratégia americana deu certo. Aos 12 min, Victor Hugo, de cabeça, aproveitando cruzamento de Mancini, da esquerda, colocou a bola nas redes do goleiro Cléber Alves. O gol não mudou o panorama da partida. A equipe da casa continuou atacando, criando boas chances para ampliar o marcador, enquanto o Vila Nova até que tentava sair mais para o jogo, mas não conseguia chegar com perigo ao gol defendido por Matheus.

Aos poucos, no entanto, o América diminuiu o ímpeto e começou a errar passes em excesso, especialmente na saída da defesa para o ataque. O Vila Nova aproveitou-se e equilibrou a situação, por volta dos 30 minutos, mas não teve força ofensiva para chegar ao empate. Ao contrário, vacilou nos acréscimos e permitiu ao América-MG ampliar a vantagem, aos 47 min, por meio de Ricardinho, completando jogada de Willians.

“Precisamos ter o máximo de cuidado no segundo tempo. O jogo não é fácil, nós estamos fazendo com que o jogo fique fácil. Mas temos de continuar com a mesma seriedade”, destacou o experiente atacante Obina, no intervalo da partida. O time americano voltou sem alterações, enquanto o Vila Nova veio com duas alterações: Daniel e Gustavo nos lugares de Gilmak e Thiago Furlan.

O Vila Nova foi obrigado a sair mais para o jogo e se expôs aos contra-ataques americanos. Aos 9 min, por exemplo, Obina falhou na finalização, quando estava livre, desperdiçando a chance do terceiro. Na base da vontade, o time goiano ensaiou pressão, obrigando o goleiro Matheus a fazer duas boas defesas seguidas, além de mandar outras bolas para fora. Esporadicamente, o América aparecia com perigo no ataque, como aos 23 min, quando Obina novamente desperdiçou a oportunidade. Dez minutos depois, foi a vez do time de Waldemar lemos desperdiçar grande chance, quando Arthur mandou a bola na trave, em cobrança de falta. Nos acréscimos, Ricardinho chutou Arthur deitado e foi expulso. Álvaro também levou o vermelho por ter tirado satisfações com o atacante americano.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2021 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente