Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


América perde para o Atlético-GO e deixa ponta da Série B embolada

Publicado

Foto/Imagem:


Apesar de pressionado pela campanha irregular, com apenas um triunfo nos sete primeiros jogos, o Atlético-GO conseguiu uma vitória tranquila sobre o América-MG, por 3 a 0, na noite desta terça-feira, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, quebrando a invencibilidade do time mineiro. Apesar de sofrer sua primeira derrota, a equipe de Mancini e Obina segue na liderança da Série B, mas já não mais de forma isolada.

Os resultados de jogos disputados às 19h30 deixaram pressionados Atlético-Go e América-MG. O time goiano começou a partida na zona de rebaixamento, por causa dos triunfos de Santa Cruz e Oeste, que venceram Boa Esporte e ABC, ambos fora de casa, por 2 a 0 e 1 a 0, respectivamente. Já a equipe americana, teve de novo a companhia do Joinville, com os mesmos 17 pontos, mas em desvantagem no saldo de gols. Daí a necessidade de vitória dos dois clubes, embora maior ainda do anfitrião.

E o Atlético-GO começou a construir o triunfo ainda no primeiro tempo, quando fez 2 a 0. O time americano, que iniciou a oitava rodada ostentando o melhor ataque com 15 gols e a defesa menos vazada, com quatro tentos sofridos, esteve mal nos dois setores. No segundo tempo, ainda levou o terceiro gol, diminuindo o saldo de gols de 11 para oito. Com a primeira derrota na atual edição da Série B, o América-MG se manteve com 17 pontos, mas viu Ceará, o novo vice-líder, após golear o Vila Nova-GO, por 4 a 0, e o Joinville chegarem à mesma pontuação. A vantagem americana é no saldo de gols, oito contra cinco dos dois concorrentes, sendo que os cearenses marcaram mais gols: 14 contra 11.

O triunfo atleticano evitou a permanência na zona de rebaixamento após o término da oitava rodada. Além disso, colocou o Boa Esporte, o outro representante mineiro, o na zona da degola. O time de Varginha foi derrotado, em casa, mais cedo, pelo Santa Cruz, que agora é o único time invicto entre os 20 participantes da Série B.

Necessitando dos três pontos, os dois times começaram o jogo de forma ofensiva . O Atlético-GO apostando na velocidade, enquanto o América-MG procurava cadenciar seus ataques, quase sempre iniciados por Mancini e com a participação de Obina. Ambos esbarravam nas dificuldades do último passe e também na qualidade das poucas finalizações, nos 10 minutos iniciais.

Aos 11 min, no entanto, o goleiro Matheus falhou em sua tentativa de cortar um cruzamento da direita, feito por Jonas, e a bola sobrou para cabeçada de Jorginho, que colocou a bola nas redes e abriu o marcador. E quase que o time atleticano fez o segundo, logo depois, aos 14 min, quando Júnior Viçosa pegou mal, o chute, após boa jogada ofensiva. O América tentava demonstrar não ter sentido o gol sofrido, mas errava muitas jogadas.

A vantagem no placar, por outro lado, mudou a estratégia atleticana. O time do técnico Marcelo Martelotte recuou, passou a marcar em seu campo, na expectativa de encaixar contra-ataque. Outra opção do Atlético-GO eram as cobranças de bolas paradas. O América não jogava bem e tinha muita dificuldade para superar o forte esquema de marcação do adversário, que, esporadicamente, criava chances para fazer o segundo. Foi assim, aos 24 min, em chute forte de Juninho, bem defendido por Matheus.

A defesa americana voltou a falhar e permitiu o segundo gol do Atlético-GO, aos 36 min, marcado por Fábio Lima, de cabeça, aproveitando rebote de difícil defesa do goleiro Matheus e também o fato de os defensores da equipe visitante não conseguirem afastar a bola. No minuto seguinte, o América-MG desperdiçou a chance de uma resposta rápida, quando Mancini cobrou mal uma falta muito perigosa. Os visitantes ainda tiveram grande oportunidade para diminuir, mas Victor Hugo errou o alvo, aos 43 min, e o primeiro tempo terminou 2 a 0 para o rubro-negro goiano.

“Estamos dando muito espaço ao time deles. Sabíamos que seria um jogo difícil, mas entramos desligados. Estamos na liderança, provamos em jogos anteriores que podemos muito mais. Vamos no segundo tempo em busca do empate e depois da vitória”, afirmou Gilson, lateral esquerdo americano. Já o meia Jorginho, autor do primeiro gol atleticano, quer manter na etapa final a tranquilidade exibida nos 45 minutos iniciais. “Começamos bem, jogar contra o líder não é fácil”, sintetizou.

O América-MG voltou para o segundo tempo sem Obina e com Júnior Negão no comando do ataque. Além disso, retornou mais ligado e com pressa para iniciar uma reação. Já o Atlético-GO estava nitidamente mais cauteloso. Mas, aos 5 min, em cobrança de falta, Jonas assustou Matheus, mandando a bola no travessão. A equipe visitante tentava pressionar, embora sem criar reais oportunidades. Já o rubro-negro ameaçava também nos contra-ataques e obrigava Matheus a trabalhar muito. Aos 23 min, saiu o terceiro gol, marcado por Júnior Viçosa, aproveitando rebote de bola chutada na trave por Juninho.Aos 44 min, o zagueiro Adriano foi expulso por falta sobre Henrique, deixando o time anfitrião, com 10 jogadores em campo nos minutos finais.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade