Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Aplicativo oficial da Copa troca tudo. É erro para inglês se perder

Publicado

Foto/Imagem:


Um aplicativo lançado pelo governo do Distrito Federal para informar turistas sobre os pontos turísticos da capital, dar a localização de monumentos e sugerir roteiros de passeios dá indicações erradas de endereços e telefones.

Segundo reportagem do G1, ao buscar a localização da Igrejinha Nossa Senhora de Fátima, por exemplo, o programa mostra o Congresso Nacional, que fica a 6,5 km de distância um do outro.

O aplicativo, batizado de Turismo Brasília, foi lançado no último dia 16 para os sistemas Android e iOS. Além da falta de informações sobre os monumentos da cidade, muitos telefones disponibilizados no programa também estão incompletos. “Falta um pouco mais de informações nos monumentos. Alguns nós nem sabemos o que são”, disse a inspetora espanhola Imaculada Obiol.

Ao buscar pelo Clube do Choro, que fica ao lado do Estádio Nacional Mané Garrincha, o aplicativo mostra a Ermida Dom Bosco, no final do Lago Sul, a 18 km de distância. Quando a busca é pelo Conjunto Cultural da República, próximo à Rodoviária do Plano Piloto, a localização indicada é a da Praça dos Três Poderes, na extremidade do Eixo Monumental.

Segundo a subsecretária de Marketing da Secretaria de Turismo do DF, Janaína Vieira, todas as falhas serão corrigidas até a Copa do Mundo, que começa no dia 12 de junho.

“A gente está passando por uma série de testes. Esses testes foram feitos anteriormente, mas eles são importantes neste momento para que o usuário e a gente identifique onde há duvida para que a gente possa atualizar novamente esse aplicativo”, afirmou.

O aplicativo também ensina frases em português ao turista estrangeiro – como, por exemplo, “Pode me mostrar onde é isso no mapa?”, “Que horas começa o jogo?”, e “Vou ao aeroporto”.

Outras frases geraram polêmica, como a que ensina o turista a reclamar de troco recebido a menos. Lojistas dizem que a frase indica preconceito. “Está parecendo que a gente está a fim de passar a perna nos turistas”, disse a balconista Maiara Silva.

A subsecretária de Marketing informou que, ao escolher as frases, o governo consultou vários guias turísticos do DF.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade