Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Saúde

Bichectomia dá novo desenho estético ao rosto



Beka Andrade, Edição

A Bichectomia é um desses novos procedimentos estéticos que conquistaram o Brasil e que prometem agitar esse mercado. A técnica, que foi criada e virou sucesso nos Estados Unidos, chegou no Brasil no final de 2015 e já fez a cabeça de muitas celebridades por aqui.

Inicialmente a Bichectomia foi criada para tratar uma condição odontológica, removendo o excesso de tecido na região interna da bochecha para evitar lesões e traumas contínuos, que poderiam evoluir para condições mais graves. O sucesso do resultado estético nesses procedimentos era tão grande, que a técnica foi adaptada para a realidade de profissionais que mexem com beleza.

Resumidamente, quem opta por realizar a Bichectomia está procurando afinar o rosto, reduzindo o volume de tecido nas bochechas. Muitas celebridades brasileiras, inclusive, já optaram por contar com o suporte da técnica para deixar seus rostos mais delicados e definidos.

Cirurgiões plásticos, entretanto, afirmam que é preciso relembrar que a avaliação do tipo de rosto é ideal para que o profissional consiga garantir um resultado mais satisfatório ao final do período de recuperação após o procedimento.

Por ser uma referência em cirurgia plástica em todo o mundo, especialistas brasileiros já se dedicam a estudar e aplicar as técnicas da Bichectomia em pacientes que buscam essa mudança no visual. O sucesso da técnica entre os brasileiros foi tão grande, devido a sua praticidade e bons resultados, que muitos profissionais especialistas nesse procedimento tem suas agendas preenchidas até o final do ano com pacientes interessados.

Esse volume maior de profissionais ajuda a atender a demanda aumentada pelo procedimento, mas também exige do paciente um maior cuidado para evitar cair nas mãos de um cirurgião não capacitado para essa finalidade – o que pode ocasionar resultados insatisfatórios

Mesmo que muitos afirmem que a técnica é bastante simples (durando apenas 30 minutos), a recuperação rápida e o pós-operatório tranquilo, a procura por profissionais capacitados na técnica pode valer a pena o investimento.

É importante lembrar também que, como qualquer outro procedimento cirúrgico, existem riscos relacionados à realização da Bichectomia, que não podem ser deixados de lado mesmo que sejam muito pequenos. Por isso, a realização do procedimento em bloco cirúrgico e, especialmente, em um ambiente hospitalar é essencial para a manutenção da saúde do paciente e dos bons resultados.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente