Funarte

Brasília será palco do primeiro festival de teatro universitário

O espetáculo A Falecida abrirá a semana de Cena Universitária. Foto: Divulgação
Pedro Nascimento, Edição

O Complexo Cultural Funarte Brasília vai sediar, de 16 a 22 de novembro, o Cena Universitária Nacional de Brasília – CÉU, o primeiro festival de teatro universitário nacional da capital federal. O evento vai possibilitar o encontro de grupos de estudantes de universidades e escolas técnicas de artes cênicas do país. As atividades vão ocupar o Teatro Plínio Marcos e a Sala de Dança Klauss Vianna, em horários variados, com preços populares.

O festival será um movimento de integração e troca para incentivar a reflexão sobre o processo de ensino/aprendizagem em artes cênicas, colocando em diálogo os trabalhos teatrais acadêmicos que estão sendo produzidos no Brasil.

No Teatro Plínio Marcos e na Sala de Dança Klauss Vianna vão acontecer espetáculos, oficinas, mesas de debates, palestras e análises críticas. O Cena Universitária Nacional de Brasília pretende estimular a cena teatral local e nacional, promovendo o intercâmbio entre professores, técnicos, artistas e comunidade em geral. O festival conta, ainda, com uma mostra paralela, na qual grupos de Brasília não vinculados à instituições acadêmicas poderão mostrar seu trabalho.

O Cena Universitária Nacional de Brasília – CÉU surge corno uma possibilidade de estimular a produção e a pesquisa em artes cênicas dentro e fora das universidades brasileiras.

A Falecida, de Nelson Rodrigues, é o espetáculo de abertura do CÉU, nesta quinta, às 20h. A peça narra a vida de Zulmira, mulher de classe média baixa, figura típica dos papéis femininos do universo rodriguiano. Tuberculosa, julga-se perto da morte e planeja obsessivamente os detalhes de seu próprio enterro. Em seus delírios, vê-se perseguida pela prima Glorinha, que deixara de falar com ela. No leito de morte, pede ao marido, Tuninho, um enterro de luxo, para causar inveja à Glorinha. Zulmira manda o marido procurar um certo homem para custear o funeral.

O tal homem é o amante de Zulmira, e o motivo do rompimento com Glorinha, que a surpreendera com ele. Tuninho recebe do amante de Zulmira o dinheiro, e com ele se vinga da mulher que o traíra.

COMPARTILHE