Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasil

Bruno muda de prisão e dá primeiro passo para trabalhar



A Justiça de Minas Gerais autorizou a transferência do goleiro Bruno para o presídio de Francisco Sá, a 50 km de Montes Claros, no norte do Estado. A autorização foi publicada nesta terça-feira no Diário Oficial de MG. Bruno foi condenado a 22 anos de prisão pela morte de Eliza Samudio. O crime completou quatro anos nesta terça-feira.

O pedido de transferência de Bruno da Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, onde está desde 7 de julho de 2010, para Montes Claros foi protocolado em janeiro. Um dos requisitos que a Justiça analisou para atender a solicitação é ter residência fixa ou trabalho. Segundo os advogados de defesa do goleiro, a atual mulher dele, a dentista Ingrid Calheiros, alugou uma casa na cidade mineira. A intenção da defesa de Bruno é tentar que a Justiça autorize ele a trabalhar.

No dia 28 de fevereiro deste ano o ex-jogador do Flamengo assinou contrato de cinco anos com o Montes Claros, time da segunda divisão mineira, como salário mensal é de R$ 1.430. Os direitos econômicos de Bruno foram fixados em R$ 2,86 milhões e o nome dele já foi publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol, o que permite que ele atue pelo clube do norte de Minas.

De acordo com a legislação, Bruno só poderia pleitear o direito de trabalhar quando estivesse no regime semiaberto, o que deve ocorrer somente em 2018. Mesmo assim, o advogado de Bruno, Francisco Simim, insiste para que o cliente retorne aos gramados antes desse prazo. “Sob escolta, com uma pessoa da Secretaria de Segurança acompanhando ele, o Bruno pode sim sair para trabalhar. Já há casos de presos do regime fechado que deixam o presídio para estudar ou trabalhar. Eu mesmo tenho duas clientes do regime fechado que fazem o curso de Direito e saem escoltadas e em uma van da Secretaria de Segurança para estudar”, alegou.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente