Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Caminhar sem segurança vira problema na Asa Sul

Publicado

Foto/Imagem:


As áreas nobres do Distrito Federal, como o Plano Piloto,   não estão livres da insegurança que amedronta a população. Para driblar a  ação de assaltantes, a comunidade decidiu se  mobilizar,    alertando a vizinhança sobre o perigo.

Na residencial da 210 Sul, informa o ClicaBrasília, moradores colocaram uma faixa amarela  na entrada  da quadra. O alerta com dizeres em preto e vermelho é sobre um homem que anda de bicicleta e assalta quem caminha pelo local.

A atitude foi tomada depois que algumas pessoas foram feitas reféns pelo ciclista. Ele age a qualquer hora do dia e arranca colares de ouro do pescoço das vítimas, além de levar bolsas, carteira e dinheiro de homens e mulheres.

A ação dura segundos e   o homem vai embora pedalando em alta velocidade. Moradora da quadra há 25 anos, Rosana Dytz  já testemunhou os roubos decidiu   chamar atenção dos moradores para se prevenirem. Na quarta-feira à tarde, ela instalou  a faixa que anuncia: “Tem um ‘cara’ de bicicleta assaltando as pessoas que fazem caminhada”.  Ontem à tarde, a faixa desapareceu e ninguém sabe dizer quem a retirou.

“O mínimo que eu poderia fazer é alertar a população sobre a atitude desse homem.  A sensação é de insegurança, revolta e raiva do  alto  preço de impostos  que pagamos para não ter proteção”, reclama.

A bancária presenciou um assalto durante a semana. Ao se aproximar de uma mulher de cerca de 60 anos, o assaltante arrancou o colar da senhora e fugiu. “Ele  vinha correndo demais, atravessou a rua olhando para os lados, e quando chegou até a senhora, deu um tapa tão forte no peito dela que fez um barulho muito alto. Foi quando arrancou o colar e saiu pedalando de novo, muito rápido”, conta.

Populares chamaram a polícia, mas até o momento em que Rosana permaneceu no local, nenhuma viatura da PM havia chegado.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade