Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Veículos

Carros voadores saem do papel para ganhar os ares



Bartô Granja, Edição

Estimulados pelos avanços tecnológicos e pela demanda por alternativas de transporte em cidades cada vez mais congestionadas, empreendedores de todo o mundo estão tentando se tornar os primeiros a desenvolver um “carro voador” comercialmente viável.

Os projetos variam muito e a maioria ainda não está pronta para a condução em estradas.

Conheça alguns exemplos:

VAHANA
O fabricante de aviões europeu Airbus está trabalhando em seu centro de pesquisa no Vale do Silício, no Estados Unidos, em um táxi voador sem motorista que inicialmente terá um piloto, mas será futuramente autônomo.
O veículo faz sua decolagem verticalmente e é elétrico, utilizando um cockpit montado em um trenó e conta com hélices na frente e atrás. A Airbus planeja testar um protótipo antes do final de 2017 e terá os primeiros Vahanas prontos para produção até 2020.

CORMORANT
A empresa de tecnologia israelense Urban Aeronautics originalmente projetou seu avião de transporte de pessoas como uma “mula aérea” para uso militar. Ele decola verticalmente e tem um motor de helicóptero padrão, mas nenhum grande rotor principal. Sua propulsão vem de dois ventiladores enterrados dentro da fuselagem. Dois “ventiladores” menores conduzidos montados na parte traseira fornecem o movimento dianteiro. Ele pode voar entre edifícios e linhas de energia, atingir velocidades de até 185 km/h, ficar no ar durante uma hora e transportar até 500 kg.

LILIUM JET
A empresa de tecnologia alemã Lilium Aviation está trabalhando em um avião de dois lugares que decolará verticalmente usando 36 motores de ventiladores elétricos colocados ao longo de suas asas. A aeronave pode pairar e subir até que os ventiladores se virem para trás lentamente. Depois disso, voa para frente como um avião usando motores elétricos a jato. A empresa vem testando em voos de pequena escala. A aeronave terá uma velocidade estimada de cruzeiro de até 300 km/h e uma autonomia de também 300 km.

AEROMOBIL 3.0
A companhia eslovaca AeroMobil desenvolveu um carro com asas que se desdobram para o voo. Ele usa gasolina normal e se encaixa em espaços de estacionamento padrão. Ele também pode decolar de aeroportos ou “qualquer faixa de grama ou superfície pavimentada de apenas algumas centenas de metros de comprimento”, de acordo com o site da empresa. Licenças de piloto e motorista serão necessárias.

EHANG 184
A fabricantes chinesa de drones EHang está testando um avião de transporte de pessoas em Nevada, nos Estados Unidos. O veículo é um cockpit com quatro braços equipados com rotores. As rotas de decolagem e pouso estão pré-programadas. Uma estação de comando na China será capaz de monitorar e controlar a aeronave em qualquer lugar do mundo, dizem funcionários da empresa.

S2
A empresa Joby Aviation de Santa Cruz, na Califórnia, está desenvolvendo um avião de dois lugares, totalmente elétrico, com 12 rotores de inclinação dispostos ao longo de suas asas e cauda. A aeronave decola e pousa verticalmente e pode atingir velocidades de até 320 km/h, de acordo com o site da empresa.

Transition / TF-X
Terrafugia, com sede em Woburn, Massachusetts, começou a trabalhar há uma década em um carro com asas dobráveis, que pode voar ou ser conduzido em estradas. Seu nome é Transition. A empresa diz que planeja começar a produção da transição em 2019. Terrafugia também está trabalhando em um “carro voador” chamado de TF-X – um carro com braços dobráveis e rotores para decolagem vertical e pouso.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente