Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasil

‘Chega de boato; não sou candidato’ (é Lula, em defesa da reeleição de Dilma)



ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu o fim da “boataria” sobre sua possível candidatura à presidência da república nas eleições deste ano. Em evento com blogueiros em São Paulo nesta terça-feira, Lula descartou a hipótese de se lançar como candidato e endossou seu apoio a Dilma Rousseff.

“Não sou candidato. Gostaria que vocês contribuíssem para acabar com essa boataria. A Dilma é a minha candidata”, afirmou o ex-mandatário antes do início de entrevista com os presentes no evento.

“O que incomoda eles (oposição) é saber que eu estou vivo, com muita vontade de brigar. Acho que já cumpri com minha tarefa de silêncio profundo, de deixar a Dilma governar. Estou aí, motivado e disposto a não baixar a cabeça”, afirmou Lula. “Eu vou trabalhar para a gente eleger a Dilma. Se eu vou voltar no futuro, só deus sabe. Eu acho que já cumpri com minha parte.”

Lula demonstrou desapontamento com a possível candidatura do ex-aliado do PT, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB). “Na hora em que rompe com o PT, não há sinal de ir para a esquerda, o sinal é ir para a direita. Eu não compreendo”, falou.

Críticas à parte, o ex-mandatário lembrou a proximidade que mantém com Campos. “Sou agradecido com tudo que ele contribuiu e ele deve ser muito agradecido a tudo que o meu governo contribuiu para o Estado de Pernambuco”, afirmou Lula. “Espero que ele faça a campanha, se for fazer uma campanha de apresentação, tudo bem. A Dilma precisa governar esse País para que o País não seja pego de sobressalto”.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente