Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasil

Contrato da Jaraguá com a Petrobras rende 35 mi para propina



A empresa Jaraguá Equipamentos está sendo investigada pela Polícia Federal por suspeita de lavagem de dinheiro. O grupo tem um contrato milionário com a Petrobras. Da sua conta saíram R$ 4,5 milhões para o diretório nacional do PT entre 2010 e 2012.

Segundo a Polícia Federal, a Jaraguá financia o esquema de lavagem de dinheiro supostamente comandado pelo doleiro Alberto Youssef. O dinheiro repassado para o PT foi oficial. A doação consta em relatório do Tribunal Superior Eleitoral.

Entretanto, há dinheiro que saiu por baixo do pano. A Jaraguá está entre nove fornecedoras da Petrobras que depositaram cerca de 35 milhões de reais na conta da MO Consultoria. As investigações da Polícia Federal indicam que esse dinheiro servia para pagar propina a funcionários públicos e políticos.

Os repasses para o PT foram feitos em 2010 (2,5 milhões), 2011 (1 milhão) e mais um milhão em 2012. O PP, partido da base aliada, também recebeu doações da Jaraguá, embora não se saiba o montante exato.

De acordo com a publicação, a Jaraguá foi contratada pela Petrobras na obra da refinaria de Abreu e Lima, num contrato de R$ 1,2 bilhão. Segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a empresa doou, em 2010, R$ 2,5 milhões para o PT. Em 2011, repassou R$ 1 milhão ao partido e, em 2012, mais R$ 1 milhão.

As informações são do jornal Folha de S.Paulo. Os contratos da Jaraguá com a Petrobras estão ligados à refinaria de Abreu e Lima, construída em parceria com a Venezuela, a um custo estimado em 1 bilhão 200 milhões de reais.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente