Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Mundo

Coreia avança como potência espacial e vai controlar satélites



O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, visitou as instalações de um recém construído centro de controle de satélites e declarou que o país continuará desenvolvendo tecnologia espacial apesar das sanções internacionais, informou neste domingo a agência estatal de notícias norte-coreana “KCNA”.

A agência oficial do fechado país não especificou, no entanto, quando aconteceu a visita de Kim ao centro.

“O desenvolvimento espacial pacífico é uma opção tomada por nosso partido e nossa gente, e um direito legítimo do ‘Shongun’ (política norte-coreana que consistente em priorizar o fortalecimento do setor militar)”, disse Kim durante sua visita ao complexo segundo declarações publicadas pela “KCNA”.

O líder norte-coreano declarou que a Coreia do Norte não mudará seu “status de produtor-lançador de satélites apesar de que as forças hostis o negarem”, e reafirmou a intenção do país asiático de continuar com o desenvolvimento espacial “sem importar quem se oponha”.

A Coreia do Norte está sob sanções das Nações Unidas por seu lançamento de foguetes, considerados pela comunidade internacional mísseis balísticos.

As resoluções da ONU proíbem também ao país realizar testes nucleares, medida ignorada pela Coreia do Norte.

Durante sua inspeção ao novo complexo, o líder norte-coreano elogiou seu pai e antigo líder, Kim Jong-il, pois ele “marcou o começo da nova história de desenvolvimento espacial e provocou o maior lançamento de satélites em mais de 5.000 anos de história da nação coreana”.

Kim mostrou sua intenção de fazer a Coreia do Norte como uma “potência espacial” e insistiu na necessidade de “oferecer mais instalações de vanguarda ao centro” para que na base possam ser realizados os testes de satélites “nas mesmas circunstâncias” no espaço exterior, e tornar o centro como “algo simbólico”.

Segundo a “KCNA”, no interior das instalações há uma sala principal onde podem ser observados os satélites lançados, uma sala auxiliar de supervisão e centro de controle, um quarto de observação e uma sala para que os visitantes possam ver os lançamentos.

Além disso, as instalações incluem uma livraria digital, uma sala de estar, uma de conferências, escritórios, um refeitório e dormitórios, segundo a agência norte-coreana.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente