Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Corinthians faz 3 a 0 no Nacional e avança na Copa do Brasil

Publicado

Foto/Imagem:


O Corinthians cumpriu o que dele se esperava, passou sem sustos pelo Nacional e está na terceira fase da Copa do Brasil. Com o 3 a 0 na Arena Amazônia, em Manaus, o time de Mano Menezes eliminou o jogo de volta e ganhará mais uma semana de treinamento em São Paulo. A grande história da vitória no calor do Norte do país, porém, foi o fim do jejum de gols de Paolo Guerrero.

O camisa 9 fez, de bico e no rebote, o segundo gol alvinegro na partida. Herói do Mundial de Clubes de 2012, Guerrero não ia às redes desde a segunda rodada do Campeonato Paulista, ainda em janeiro. Desde então, havia colecionado chances perdidas em diferentes oportunidades. Nesta quarta, ele chegou antes do zagueiro, a tempo de deixar sua marca.

O gol que dá confiança ao artilheiro foi de afirmação para o Corinthians, que dá mais um passo em seu processo de reformulação. Até agora, o time ainda não encantou ou sequer convenceu sob o comando de Mano Menezes. Contra o Nacional, ao menos mostrou mais poderio ofensivo.

A primeira demonstração de força do Corinthians foi abrindo o placar. Aos 6 minutos, Jadson cobrou falta na área do clube amazonense e Cleber desviou, fazendo o primeiro gol dos visitantes.

Como já havia feito no último domingo, contra o Flamengo, Mano armou o time com Jadson e Petros armando o time, sempre explorando os lados do campo, e Luciano e Guerrero á frante. A diferença em relação ao jogo do Pacaembu foi Bruno Henrique, que avançou bem mais que Guilherme e apareceu como elemento surpresa na frente.

Foi ele que, em uma roubada de bola no meio, puxou o contra-ataque e bateu no gol. Depois da defesa do goleiro Jairo, Guerrero só teve o trabalho de completar para gol.

O Nacional, é verdade, também teve bastante posse de bola e chegou a assustar Cássio. Aos 12 minutos, Índio chegou a marcar após bola alçada, mas o árbitro anulou por conta de um impedimento quádruplo. Quando dava brecha, porém, o time da casa era pressionado.

Luciano só não saiu na cara do goleiro porque o bandeira errou ao apontar impedimento em um contra-ataque. Guerrero, em outra chance, acertou a trave esquerda do Nacional. Uendel e Fagner, ainda que com dificuldades, também assustaram ao subirem ao ataque.

O segundo tempo, porém, deixou o Corinthians cansado. A temperatura elevada e a umidade relativa do ar derrubaram o gás alvinegro e o Nacional cresceu, especialmente depois que Carlinhos Bala entrou. Em chutes de longe e bolas cruzadas na área, o time amazonense cresceu na partida.

O problema é que o goleiro Jairo entregou. Aos 17 minutos, Romarinho recebeu no meio, girou em cima do zagueiro e bateu de esquerda. O camisa 1 do Nacional falhou feio, deixou a bola passar por entre as mãos e matou qualquer chance de reação da sua equipe.

O 3 a 0 contra si não parou o Nacional, mas os esforços já eram inúteis a essa altura. Felipe Capixaba acertou a trave de Cássio e Fabiano e Negretti tiveram seus gols anulados. O primeiro estava em posição legal, mas o segundo, de fato, marcou em completo impedimento.

O placar inalterado confirmou a classificação corintiana. O time agora volta para São Paulo, treina dois dias e viaja, no sábado, para Santa Catarina, onde encontrará o Chapecoense, pelo Campeonato Brasileiro.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade