Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasil

Eduardo Cunha, líder do PMDB, se irrita com PT e defende fim da aliança



O deputado Eduardo Cunha (RJ), líder do PMDB na Câmara, está defendendo junto a seus colegas o rompimento da aliança nacional do partido com o PT. Com críticas ao presidente do Partido dos Trabalhadores, Rui Falcão, Cunha disse que o PMDB “não é respeitado pelo PT”.

– A cada dia que passa me convenço mais que temos de repensar esta aliança, porque não somos respeitados pelo PT, disse o parlamentar em seu perfil no Twitter.

Mais tarde em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, Cunha reiterou as críticas e a defesa do fim da aliança. “Não preciso xingá-lo como fizeram outras lideranças do PMDB porque não sou igual a ele. Mas por onde passa o Rui Falcão, mais difícil fica a aliança”, afirmou.

O descontentamento de Cunha ocorre após supostas declarações do presidente do PT que, durante sua passagem pelo Sambódromo no último domingo, teria afirmado que o grupo liderado pelo deputado peemedebista está “insatisfeito” porque não foi contemplado na reforma ministerial da presidente Dilma Rousseff.

“A bancada do PMDB na Câmara já decidiu que não indicará qualquer nome para substituir ministros. Pode ficar tudo para o Rui Falcão”, falou. “Não me compare com o que o partido dele fazia no RJ, doido atrás de boquinhas”, completou o peemedebista.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente