Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Casa e Decoração

Custa caro, mas se você quiser, pode fugir do barulho



João Castro

Buzinas, música alta, som de obras… Quem mora em grandes cidades sabe como é sofrer com estes tipos de barulho. E deixar a casa ou apartamento à prova de som nem sempre é uma tarefa barata. Janelas antirruído, revestimentos em drywall e outras técnicas não cabem em orçamentos apertados. Mas algumas dicas podem ajudar a amenizar os custos.

O primeiro passo é pensar no isolamento sonoro desde o início do projeto. “Em imóveis ainda não habitados, em que novas construções ou reformas são possíveis, é mais fácil trabalhar a acústica sem causar muito incômodo e a custos mais acessíveis”, explica Davi Akkerman, fundador e presidente da ProAcústica.

Quando a obra está completa e, mesmo assim, o barulho é um problema, os custos para reparo são inevitavelmente maiores. Neste caso, vale o famoso conselho: prevenir é melhor que remediar. “Em acústica, assim como em toda a indústria de materiais, não existe o bom, bonito e barato”, alerta o especialista.

Apesar disso, Akkerman acredita que é possível arriscar algumas soluções nestes casos: “No caso de janelas existentes e insuficientes, por exemplo, ao invés de substituí-las, pode-se pensar em saídas econômicas de bom desempenho, como uma segunda janela interna quando possível ou ainda retrofits de esquadria ou vidro”.

Ruídos fortes não atravessam só janelas abertas, então também é preciso pensar nos pisos, em casos de apartamentos ou casas com mais de um pavimento. Mais uma vez, o ideal é agir desde o projeto inicial e instalar mantas acústicas entre a laje e o contrapiso. Outra possibilidade é fazer um tratamento sobre o contrapiso acabado antes de receber o revestimento final. “Normalmente, esta tarefa com o edifício habitado é praticamente impossível, pelo custo e viabilidade técnica”, ressalta Akkerman.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente