Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


São Paulo

Dengue se alastra e mata mais três pessoas na capital paulista



Mais três pessoas morreram por complicações da dengue na capital paulista, segundo a Secretaria Municipal da Saúde. Até então, apenas um garoto de 6 anos havia morrido na cidade de São Paulo, no dia 2 de abril, por causa da doença. Os quatro óbitos já representam o dobro do número de mortes por dengue registradas no município em todo o ano passado. Em toda a capital, já são 4.514 casos de dengue registrados entre os dias 1º de janeiro e 7 de maio. As informações foram publicadas no jornal O Estado de S. Paulo.

As mortes ocorreram em abril, de acordo com a secretaria, mas só foram divulgadas na quinta-feira porque a Coordenação de Vigilância em Saúde (Covisa) precisou investigar todas as ocorrências, para confirmar se a dengue havia sido a causa. A primeira foi em 11 de abril, em um hospital da rede particular. A vítima foi um homem de 68 anos, morador do Tremembé, na zona norte da cidade. Dois dias depois, morreram uma mulher de 34 anos e outra de 69. A primeira também morava no Tremembé e foi atendida na rede municipal. A outra era moradora do Jaguaré e recebeu atendimento na rede pública de Osasco, município vizinho. Não foram divulgados detalhes sobre o atendimento prestado em cada caso nem o nome das vítimas.

O menino Israel Barbosa, 6 anos, primeira vítima da dengue na capital neste ano, também era morador do Jaguaré e passou duas vezes pela assistência médica ambulatorial (AMA) do bairro, antes de ter o diagnóstico correto de dengue. A mãe do menino ouviu de dois médicos que se tratava de virose. A prefeitura investiga o caso.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente