Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasil

Deputado demite assessores, é ameaçado e resolve sumir



O ex-jogador de futebol e hoje deputado estadual Mário Jardel (PSD) demitiu praticamente todos os servidores lotados em seu gabinete e na bancada do partido na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, onde ele é o único parlamentar do PSD.

Após a exoneração coletiva, Jardel entrou em licença de saúde por um período de 10 dias. De acordo com seu novo chefe de gabinete, Cristian Lima, o ex-jogador foi ameaçado e recebeu orientação de seu “jurídico pessoal” para tomar a decisão de “desaparecer temporariamente”.

“O deputado está atestado, incomunicável, para o bem de sua segurança física e mental. Não tenho como dizer onde ele está por motivos de segurança e retaliação. Houve ameaças de várias pessoas, inclusive de alguns desses dirigentes que foram exonerados. Ameaças gravíssimas, tanto de cunho pessoal, como de imagem, e até à família dele”, declarou Lima nesta segunda-feira (06).

As exonerações – 16 no total, entre servidores lotados no gabinete e na bancada e mais a dispensa da função gratificada de um servidor cedido –  aconteceram na quarta-feira (1º) que antecedeu o feriado de Páscoa, quando Jardel também viajou. Apenas quatro servidores antigos permaneceram nos cargos. Além disso, dois novos estão no gabinete e na bancada a partir desta semana. As exonerações estão publicadas no Diário Oficial da Assembleia desta segunda-feira.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente