Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Rio

Projeto oferece tratamento odontológico gratuito para jovens de 11 a 17 anos



Comemorado no dia 28 de abril, o Dia Mundial do Sorriso será celebrado com a quarta edição da “Maior triagem odontológica do mundo”. Promovida pelo projeto Dentista do Bem, a ação seleciona jovens de baixa renda para receber tratamento odontológico gratuito.

Segundo o Conselho Federal de Odontologia, 20 milhões de brasileiros nunca foram ao dentista e 68% não sabem que têm direito a tratamento odontológico público. Para a dentista e coordenadora regional voluntária do projeto, Waleska Trinkenreich, esse cenário é resultado de um descaso histórico com a questão da odontologia.

— As pessoas continuam sofrendo para ir ao dentista. Por isso, a importância desse trabalho voluntário especializado — explica.

Com voluntários espalhados em 1.500 municípios brasileiros, 12 países da América Latina e Portugal, o projeto Dentista do Bem já atendeu mais de 3.500 jovens no Rio de Janeiro. Exclusivo para adolescentes entre entre 11 e 17 anos, o tratamento é realizado no consultório do próprio dentista voluntário.

— Um adolescente que não pode ir ao dentista será um adulto infeliz. Isso porque quem sente dor não estuda, não brinca, não consegue um bom emprego, não namora e se afasta dos amigos. O acesso à saúde bucal de qualidade faz com que esses jovens sejam incluídos na sociedade — afirma Waleska.

Esse é o caso da estudante Allana Cristina Silva, de 17 anos, que participa do programa há quatro. Sorteada pela primeira vez no colégio, em 2012, Allana precisou extrair dois dentes e fazer uma limpeza:

— Se não fosse o programa, minha mãe não teria como bancar isso. Pena que esse é meu último ano. Mas agora, meu irmão mais novo, de 14 anos, é quem vai continuar aproveitando — conta ela, que acrescenta ainda: — Desde que comecei a ir no consultório, me interessei pela profissão. Agora, também quero cuidar das pessoas. Quero ser dentista — finaliza.

Trinkenreich explica ainda que, após a triagem, é feita uma seleção dos jovens, de acordo com o grau de necessidade de cada um.

— Coletamos o maior número de informações para que nosso retorno seja o mais rápido possível e o jovem chegue a cadeira do dentista o quanto antes. Os que tiverem problemas bucais graves e os mais carentes e próximos do primeiro emprego têm prioridade — afirma.

Serviço
Dia 28 de abril, das 8h às 18h
Circo Voador – Rua dos Arcos, s/n – Centro

Para participar o jovem deve ter entre 11 e 17 anos, estar acompanhado de um responsável e portar RG, comprovante de residência e de matrícula em escola pública.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente