Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


São Paulo

Estudo da USP adverte para risco de morte de 256 mil por poluição



Um estudo realizado pelo Instituto Saúde e Sustentabilidade, com profissionais da Universidade de São Paulo (USP), estima que a poluição atmosférica vai matar até 256 mil pessoas nos próximos 16 anos no Estado de São Paulo.

Segundo o estudo, nesse período a concentração de material particulado no ar ainda provocará a internação de 1 milhão de pessoas e um gasto público estimado em R$ 1,5 bilhão. Cerca de 25% das mortes – 59 mil – ocorrerão na capital paulista.

No atual cenário, segundo o estudo, a poluição vai matar até seis vezes mais do que a Aids e três vezes mais do que acidentes de trânsito e câncer de mamas.

Entre as causas mais prováveis de mortes provocadas pela poluição, o câncer poderá ser responsável por quase 30 mil casos até 2030 em toda a cidade de São Paulo. Bronquite, Asmas e outras doenças respiratórias agravadas pela poluição podem representar outras 93 mil mortes.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente