Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasília

Festa da Independência arrasta mais de 30 mil pessoas à Esplanada



O sol forte e o céu azul de Brasília fizeram muitas famílias saírem de casa neste domingo para acompanhar o desfile em comemoração à Independência do Brasil. Segundo a Polícia Militar do Distrito Federal (DF), cerca de 30 mil pessoas acompanharam o evento, que começou pouco depois das 9h, com a execução dos Hino Nacional e Hino da Independência.

A bancária Andrea Fujita chegou cedo e foi para a arquibancada antes mesmo do início da programação. Garantiu um lugar na frente para não perder nada. Ela conta que, na infância, participava dos desfiles em comemoração à data na escola onde estudava no Rio Grande do Sul. “Só de escutar as músicas, me emociono”, disse. “É muito bonito de ver, temos que prestigiar”, destacou.

A primeira parte do desfile contou com a participação dos estudantes das escolas públicas do Distrito Federal. E foi justamente isso que mais chamou a atenção da estudante Beatriz Carvalho, de 14 anos. “Gostei muito da apresentação das escolas. O desfile é bem interessante, e a gente aprende sobre história.”

Muitos pais aproveitaram a data para despertar o sentimento de patriotismo nas crianças. É o caso do motrista Hugo Ramos, que levou as duas filhas e o afilhado. “Hoje se perde um pouco desse incentivo para as crianças. É uma oportunidade de despertar o desejo de querer o melhor para o país, de ter orgulho de onde elas nasceram.”

Bandeirinhas, bonés e camisas verde-amarelo coloriram as arquibancadas.O calor não desanimou o público e teve gente que veio de longe para a Esplanada dos Ministérios. Samuel Santos, de 11 anos, estava com a mãe e os quatro irmãos. Foi a primeira vez que a família toda foi ao desfile. Moradores do P Sul, em Ceilândia ( a aproximadamente 25 quilômetros da região central de Brasília), deslocaram-se de metrô. “Foi bem tranquilo”, conta o estudante. “Eu gostei dos bombeiros e dos policiais. Nunca tinha visto os carros de tão perto. Foi muito legal”. E Samuel garante: “Quero voltar no ano que vem.”

E se para alguns essa era a primeira participação, para outras famílias o 7 de Setembro já se transformou em um evento tradicional. A cabeleireira Flávia Ramos, de 37 anos, foi com a irmã, a mãe e oito crianças. Ela conta que desde pequena acompanha a programação e agora, traz os filhos e sobrinhos. “Na nossa família é tradição. Muita gente confunde o evento com política, mas não tem nada a ver. É uma oportunidade de demonstrar o amor que temos pela nossa pátria. Emociona muito.”

Enquanto muitos acompanhavam as apresentações, João Alves caminhava com o carrinho de sorvete. Essa é a sexta vez que ele trabalha durante o desfile. “Este ano bati o recorde. Fui autorizado a entrar nas arquibancadas. É uma boa oportunidade. É um dos principais eventos, e a gente não pode perder”. Mas enquanto vende sorvetes, João aproveita para ver também um pouco do desfile. “É vendendo e olhando. Tem que participar. Vi pouco, mas gostei muito da Esquadrilha da Fumaça.”

Os aviões da Esquadrilha e o desfile da Força Aérea atraíram muitas crianças. Catiana de Oliveira levou o filho de 2 anos. Saiu de Arapoanga, em Planaltina (a cerca de 40 quilômetros da Esplanada). “Quando eu era criança eu assistia e adorava. Ele adorou os aviões e as bandas”. Eles terminaram o desfile escrevendo, no céu, a frase “Patria Amada…Brasil”.

Aproximadamente 1,3 mil homens da Polícia Militar fizeram a segurança do local. O Corpo de Bombeiros, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e postos de saúde também estiveram presentes. No total, uma pessoa foi presa por tráfico e cinco, por porte de drogas, na Esplanada dos Ministérios.

Michèlle Canes, ABr

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente