Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasil

Fúria de jogador invade rede social contra ato pró militares



Se já era conturbada, a relação de Fabrício com a torcida do Internacional se tornou insustentável nesta quarta-feira. Sempre muito criticado pelo seu desempenho com a camisa colorada, o lateral esquerdo não aguentou a pressão dos próprios torcedores na partida diante do Ypiranga , no Beira-Rio, pela 14ª rodada do Campeonato Gaúcho e simplesmente surtou.

Melhor para os gozadores da Internet, que utilizaram a imagem produzida em campo para invadir as redes sociais. E sobrou para os defensores de um golpe militar contra os políticos que levam o Brasil para o fundo do poço, como pode ser visto na imagem acima.

O jogador, que vinha sendo vaiado pelas arquibancadas, simplesmente teve um ataque de fúria aos 17min do segundo tempo, quando, curiosamente, estava com o domínio da bola no campo de ataque. Fabrício se irritou com as cobranças da torcida e abandonou o jogo temporariamente para protestar: caminhou em direção aos fãs, mostrou o dedo do meio e acabou expulso do jogo.

Após receber o cartão vermelho, Fabrício se descontrolou ainda mais. Arrancou a camisa do clube, jogou-a no chão e afirmou que não voltará a jogar mais pela equipe colorada. Antes de entrar no túnel do estádio, o lateral esquerdo voltou a se dirigir para os torcedores sinalizando que vai embora. Isto, aliás, nem precisaria ser dito, já que não há nenhum clima para a sua permanência.

O presidente Vitorio Piffero, por exemplo, disse que Fabrício está suspenso até segunda-feira e que até lá vai definir qual será o futuro do jogador. O dirigente ainda explicou que não quer definir isso de cabeça quente, mas todas as hipóteses serão estudadas. Não está descartada nem mesmo a rescisão. O lateral estaria enfrentando problemas pessoais.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente