Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Grupo acerta morte de amigo no whatsapp. ‘Se pagar, dou pá de tiros’

Publicado

Foto/Imagem:


Suspeitos de envolvimento no assassinato de um homem de 39 anos na capital de Mato Grosso do Sul, conversaram sobre o crime por um aplicativo de celular. É o que afirma a Delegacia Especializada de Homicídios, que já prendeu sete pessoas pelo homicídio, sendo que uma delas está em liberdade por determinação judicial.

O homicídio aconteceu no dia 13 de fevereiro de 2014, em Campo Grande. Vítima e suspeitos eram amigos, mas o grupo se dividiu e eles se tornaram rivais.

Quatro dos suspeitos foram presos no dia 5 de maio, data em que foram cumpridos seis mandados de prisão. Uma das pessoas presas é um rapaz de 24 anos. Com ele foi encontrado um revólver calibre 38 e munições de uso restrito. Segundo a polícia, a arma teria sido utilizada no homicídio. O jovem foi solto no dia 13 de maio por alvará judicial.

No dia 20 de maio foram presos mais três jovens, sendo que um deles aparece como remetente de ameaças e responsável pela imagem de arma de fogo compartilhada no grupo que conversou sobre o crime por um aplicativo de celular.

Um outro rapaz, de 23 anos, que foi preso pela Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico por tráfico de drogas, é apontado pela DEH como sendo a pessoa que fez os disparos que mataram a vítima. Ele foi indiciado pelo crime e é amigo dos demais presos.

Segundo a DEH, a Justiça autorizou a quebra de sigilo da vítima e dos investigados. O inquérito está em fase final de conclusão e não é descartado o envolvimento de outras pessoas. Ainda conforme a polícia, computadores e celulares dos suspeitos foram apreendidos. Nos telefones foram encontradas as conversas.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade