Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


São Paulo

Bando de 10 estupra moça de 17 em um parque de Bauru



Uma adolescente de 17 anos foi abusada sexualmente por cerca de dez homens em Bauru, no interior de São Paulo. O crime aconteceu em um terreno baldio do Jardim Brasil por volta das 23h30 desta sexta-feira. Dois suspeitos foram presos e reconhecidos pela vítima.

A jovem contou à Polícia Militar que participava das comemorações do aniversário da cidade no Parque Vitória Régia na companhia de um casal de amigos. Ao final da festa, quando a amiga e o namorado dela saíram do parque, a adolescente foi abordada por um conhecido que ofereceu carona para voltar para casa. O homem mora no mesmo bairro da jovem, o parque Santa Edwirges, periferia do município.

Os dois seguiram até o local onde o veículo estaria estacionado, próximo da festa, porém ao se aproximarem de um terreno baldio a menor viu um grupo de homens no local. Ela foi obrigada a entrar no terreno e praticar sexo com os suspeitos.

“Ela nos relatou que, de uma forma ou de outra, todos praticaram o abuso. Ela estava muito nervosa e não soube precisar a quantidade certa de homens que estavam no terreno. Alguns ela conhecia, outros não. Mas acredita que foram cerca de dez”, disse o tenente Rodrigo de Ângelo, Comandante do Pelotão da Força Tática de Bauru. O celular da vítima também foi roubado pelos suspeitos.

A jovem conseguiu sair correndo e buscar ajuda em uma residência próxima ao local do crime. Ela ligou para a família que acionou a PM. Uma viatura que realizava patrulhamento próximo do local fez contato com a vítima e, a partir das informações passadas por ela, os policiais conseguiram prender um dos suspeitos. Rogério César da Cruz, 22 anos, conhecido como “Bidelo”, foi preso em casa e confessou o crime.

“O suspeito confessou que deu bebida alcoólica para a adolescente e que não conhecia todas as pessoas que estavam no terreno. Depois de receber sexo oral da vítima ele foi embora do local”, explica o tenente.

Rogério indicou aos policiais o endereço de outro homem que teria participado do abuso. Willian Gustavo Ferreira, de 19 anos, conhecido como “Boi”, também foi preso em casa e negou participação no crime. Segundo o tenente, Willian disse apenas que deu lança-perfume e carona à vítima antes do ocorrido e citou um menor de 16 anos como tendo sido o primeiro suspeito a abusar da vítima.

A jovem foi encaminhada à maternidade Santa Izabel onde foi submetida a exames para confirmar a violência sexual. Ela recebeu remédios contra doenças sexualmente transmissíveis e para prevenir a gravidez e foi liberada. Um legista da Polícia Civil acompanhou os exames. A jovem foi levada à Central de Polícia Judiciária onde reconheceu formalmente Willian e Rogério. Eles vão responder por estupro, associação criminosa e roubo e estão à disposição da Justiça. A polícia procura pelos demais suspeitos do abuso.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente