Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Mulher

Holandesa denuncia machismo tirando foto de assediadores

Foto/Reprodução do Instagram/@dearcatcallers


Marcus Castro, Edição

A holandesa Noa Jansma encontrou uma forma eficaz de mostrar e denunciar a frequência com que agem assediadores que encontra nas ruas de Amsterdã, onde vive.

Toda vez que recebe uma cantada ou algum outro tipo de comentário constrangedor, ela tira uma foto ao lado do assediador e publica em uma conta no Instagram ao lado do que ele disse e fez. Isso faz parte de um projeto de um mês que ela criou em uma conta no Instagram chamada @dearcatcallers.

Além de assobios, há comentários como “Hm, você quer beijar?”, “que menina safada” e até mesmo um homem que a seguiu por cerca de 10 minutos, perguntando para onde a “menina bonita” estava indo.

Ao tirar a selfie com os assediadores, ela mantém a feição séria, mas a maior parte dos homens parece não se importar muito com o que acabou de fazer e sorri e posa para a foto. Alguns chegam a tocá-la.

Na descrição ela explica a motivação para o perfil @dearcatcallers: “Esse Instagram tem o objetivo de criar consciência sobre a objetificação das mulheres no dia a dia. Muita gente ainda não sabe o quão frequente e em quais contextos as cantadas ocorrem, então estarei mostrando meus assediadores no período de um mês”.

“Fazendo a selfie, tanto o objetificador quanto o objeto estão em uma composição. Eu, como objeto, estando à frente dos assediadores, represento a relação inversa de poder causada por esse projeto”, conclui.

Ao término do primeiro mês da experiência, após ter tirado 24 fotos, ela afirma que, para mostrar que trata-se de um “fênomeno global, e que este projeto de arte não é apenas sobre mim, vou passar esta conta para diferentes garotas ao redor do mundo”.

Confira exemplos abaixo:

View this post on Instagram

Mmmmmm beautiful sweet girl #dearcatcallers

A post shared by dearcatcallers (@dearcatcallers) on

“Mmmmmm bela garota”

“Oi, linda, por que você está triste?” / “Eu não estou triste” / “Então por que você não sorri para mim então? Você é muito doce para estar triste”.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente