Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Eleições 2014

Jovens querem usar internet para mostrar face do país pré-eleições



Jovens de todo o Brasil que participam do 17º Congresso da União da Juventude Socialista, em Brasília, debateram a capacidade de mobilização da internet e, sobretudo, das redes sociais.

O presidente do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, Altamiro Borges, lembrou que a juventude brasileira, em particular, se mostrava bastante participativa mesmo antes do surgimento das redes sociais.

“A juventude sempre esteve nas ruas. Não é de agora e não é um fenômeno das redes sociais”, disse, ao destacar a participação de jovens em movimentos como Diretas Já! e Fora Collor. “Mas as redes sociais se transformaram em mais um instrumento de mobilização e debate”, completou.

Para Borges, a internet é vista como um palco de disputa. “Ou a gente entra com muita força ou a gente perde a disputa. Não dá para separar as redes das ruas. Essas coisas hoje estão conectadas, ligadas. Daí a importância de a gente agir com muita força nas redes sociais”, destacou.

Durante o debate, o diretor-presidente da Empresa Brasil de Comunicação,Nelson Breve, avaliou que os espaços públicos são importantes para fazer valer expressões coletivas, sobretudo na área cultural e política.

“A criação de meios de comunicação pela rede social e a difusão que acontece neste momento promovem uma grande mudança no ecossistema da comunicação”, disse. “Jamais seria possível combater o senso comum, que muitas vezes impera, se não fossem as redes sociais”, completou.

Breve lembrou que preside a maior empresa pública de comunicação do país, “fruto de uma demanda social e antiga, que começou no movimento pela democratização”.

Redação com Paula Laboissière, ABr

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente