Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasil

Juiz decide manter prisão de Baiano até esclarecer o Petrolão



O juiz federal Sérgio Moro determinou nesta sexta-feira (21) a prisão preventiva – por tempo indeterminado – do lobista Fernando Soares, o Baiano, preso na sétima fase da Operação Lava Jato, da Polícia Federal.

Baiano ocupa uma cela na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. A prisão temporária acabaria neste sábado 22. O juiz Moro entende que o lobista tem dinheiro fora do país e precisa contar o que sabe.

Ao decidir pela permanência de Baiano na prisão, Moro disse que há provas de que Soares recebeu “valores milionários em contas no exterior”. Essas contas ainda estão em segredo para a Justiça. Segundo o juiz, colocar o suspeito em liberdade pode atrapalhar as investigações.

“Fernando Soares também recebeu valores milionários em contas no exterior, ainda mantidas em segredo em relação a este Juízo e às demais autoridades públicas, com o que o risco à aplicação da lei penal é claro e imediato, podendo o investigado furtar-se à Justiça, e ainda com o produto de sua atividade. Não sendo este o caso, poderá o investigado juntar os extratos de suas contas no exterior, cuja existência, ademais, já reconheceu parcialmente”, disse Moro.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente