Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Mundo

Justiça australiana julga bispo de militares por assédio sexual a jovem



A justiça australiana acusou o bispo Max Davis, que lidera uma diocese militar da Igreja Católica na Austrália, por supostos abusos sexuais a um jovem cometidos em 1969, informa nesta segunda-feira a imprensa local.

Davis é o clérigo de máxima categoria dentro da Igreja Católica e o primeiro bispo acusado por pedofilia na Austrália, segundo a emissora ABC. O bispo, que nega as acusações, é acusado de ter abusado sexualmente de um estudante quando ensinava no colégio St. Benedict da cidade de New Norcia, ao noroeste da cidade de Perth.

Quando supostamente ocorreu o incidente Davis ainda não tinha sido ordenado sacerdote, segundo informou ontem à noite em comunicado a Ordem Católica Militar da Austrália. O bispo australiano deixará de exercer todas suas funções dentro da Igreja Católica enquanto o caso resolvido nos tribunais.

Davis foi ordenado sacerdote em 1971 e se tornou o primeiro bispo militar, cargo que assumiu em 2003, que serviu às Forças Armadas do país, de acordo com as fontes religiosas.

Não é o primeiro caso de pedofilia cometido no seio da Igreja Católica da Austrália, que em 2012 reconheceu 620 casos de abusos sexuais contra menores cometidos por sacerdotes desde 1930 no país.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente