Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Saúde

Marmita é questão de saúde, e não tem nada de status



Há muito tempo atrás a marmita era vista por muitas pessoas de uma forma muito negativa, que acabava determinando uma certa classe social, mostrando uma forma de economia, que acabava por qualificar determinadas pessoas, por esta prática em seus lugares de trabalho.

Não se sabe ao certo quando esse costume surgiu – as referências históricas sobre esse hábito, tão antigo quanto corriqueiro, são bastante escassas. Mas o ato de preparar em casa a refeição para levar para o trabalho já se tornou tão arraigado na nossa cultura que a marmita virou quase um patrimônio nacional, tal qual o prato feito.

Em tempos modernos, índices de doenças causadas pela má alimentação e comidas quase nada naturais, foi mudando o hábito dos Brasileiros e mostrando que o preparo de alimentos saudáveis de forma caseira, colabora com uma melhora na qualidade de vida, proporcionando mais saúde.

Foi aí então que o hábito do uso da marmita, vem ganhando espaço entre as cozinhas das grandes empresas, mostrando que ela não está ligada a Status, mas sim à pratica do cuidado diário da saúde das pessoas.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente