Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Massa ainda não vê pódio, mas diz que problemas estão acabando

Publicado

Foto/Imagem:


Os novos componentes introduzidos no modelo FW36-Mercedes da Williams não devem ser suficientes para levar Felipe Massa a lutar pelo pódio no GP da Espanha. Foi o que disse o piloto nesta quinta-feira no Circuito da Catalunha, em Barcelona.

“Esta é uma pista onde ter bastante pressão aerodinâmica conta muito, por isso além da Mercedes creio que a Red Bull e a Ferrari vão andar muito bem aqui”, afirmou. Os primeiros treinos livres da quinta etapa do campeonato começam amanhã, às 5 horas, horário de Brasília.
Massa, porém, acredita no crescimento da Williams. “Temos um grupo de técnicos muito capaz, o que pusemos no carro na China funcionou. Acredito que aqui também seja assim.” Provavelmente Massa foi orientado a não especificar o que há de novo no FW36. Fugiu à pergunta nesse sentido.
Se não der mesmo para lutar pelo terceiro lugar, como é provável, já que as duas primeiras devem continuar com os pilotos da Mercedes, Massa acha que fora a Red Bull e a Ferrari a Williams não deve nada a ninguém. “O carro da Force India não é melhor que o nosso. Eles foram, sim, mais regulares que nós nessas quatro primeiras etapas. Nós poderíamos perfeitamente ocupar o terceiro lugar entre os construtores se tivéssemos sido mais constantes”, comentou.
Quem está em terceiro é a Force India, com 54 pontos, seguida da Ferrari, 52, e McLaren, 43. A Williams, com 36 pontos, ocupa apenas o sexto lugar.
A falta de regularidade a que Massa se refere decorreu, por exemplo, do erro primário no seu pit stop, na última prova, na China, quando perdeu mais de um minuto por os mecânicos se equivocarem com as rodas traseiras, invertendo-as de lugar.
“Tivemos muitas reuniões importantes, por esse motivo e outros dessa natureza. E estamos 100% certos de que não se repetirão.” Com sua experiência de 195 GPs, tem orientado o grupo da Williams. “O time se reestruturou, há muita gente nova. Desde o primeiro treino vi algumas coisas e sugeri mudanças.”
O histórico de Massa no GP da Espanha é bom. Venceu a edição de 2007 depois de largar na pole position. E foi segundo em 2008 e terceiro no ano passado, sempre com Ferrari, o último pódio na carreira até agora, bem como a última vitória da Ferrari, com Fernando Alonso.
Mesmo que Lewis Hamilton vença domingo, o que seria a quarta vitória seguida na temporada, a disputa pelo título não deixará de continuar interessante, na visão de Massa. “O Hamilton ganhou três, mas o Nico ainda está em primeiro”, lembrou. O alemão da Mercedes soma 79 pontos, seguido por Hamilton, 75.
“O Nico não precisa pensar apenas em vencer (vem de três segundas colocações). Como a diferença de pontos do primeiro para o segundo não é grande, basta um abandono de um deles para lançar o outro de novo na luta”, disse. “E será assim até o fim do ano.”
Há uma preocupação grande na F1 com nova eventual dominância de um piloto, no caso Hamilton, como foi com Vettel na segunda metade do ano, em que venceu nove etapas seguidas.
Depois da F1, o futebol é o esporte de maior interesse de Massa. O convocação da seleção brasileira para a Copa do Mundo foi seguida de perto pelo piloto da Williams. “Fiquei satisfeito. O Felipão manteve o grupo que disputou a Copa das Confederações.” Disse confiar no comando da seleção. “O Felipão e o Parreira são muito experientes e bem diferentes, o que ajuda.”
Não vai poder estar na partida de estreia da seleção, dia 12 de junho, no Itaquerão, contra a Croácia. “Tenho um compromisso promocional com a Williams, em Viena.” Já o jogo final da Copa, dia 13 de julho, no Maracanã, pensa em assistir. “É uma data livre para mim. Se o Brasil chegar à final quero estar lá.”
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade