Dinheiro sujo

Ministério Público quer esvaziar contas de Dudu

Foto: Dida Sampaio/EstadãoConteúdo
Julia Affonso

O Ministério Público Federal no Pará cobra R$ 130 milhões do ex-prefeito de Belém Duciomar Costa (PTB), o “Dudu” e outros seis investigados na Operação Forte do Castelo. O montante se refere ao valor de três licitações, que segundo os procuradores, teriam sido fraudadas. Em dezembro de 2017, a Procuradoria da República ajuizou três denúncias contra “Dudu”. Também são acusados a mulher do ex-prefeito, Elaine Baía Pereira, a cunhada de “Dudu” Ilza Baía Pereira e outros quatro investigados: Jesus Nunes, Célio Araújo de Souza, Paulo Fernando Colares de Oliveira Vieira e Fernando Bennati Salerno. “Dudu” também é alvo de seis ações por improbidade administrativa.

COMPARTILHE