Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasil

Mulher agredida desarma e mata ex com golpes de faca



A apontadora florestal Jorgiete Ferreira de Araújo, de 36 anos, foi presa suspeita de matar com duas facadas o ex-companheiro, o auxiliar de topógrafo Manoel do Nascimento Silva, de 33, segundo a Polícia Civil. O crime ocorreu na madrugada desta segunda (1°) em Nova Colina, Sul de Roraima.

O namorado da mulher também foi preso. Ainda de acordo com a polícia, ele supostamente participou do homicídio. Silva foi golpeado no pescoço e no peito.

Jorgiete Ferreira e a vítima dividiam o aluguel de uma casa. O namorado dela morava no mesmo imóvel. Os três trabalhavam para uma empresa de manejo florestal.

De acordo com um policial militar, a mulher levou três facadas, duas superficiais e outra profunda nas costas. Ele revelou que ela conseguiu tomar a faca da vítima e desferiu diversos golpes, matando o ex-companheiro.

Em depoimento, o namorado da suspeita conta que acordou com os gritos da mulher pedindo socorro. Conforme relatou, ela estava sendo esfaqueada por Manoel do Nascimento, com quem já teve um relacionamento passageiro.

O namorado disse à polícia ainda que ajudou Jorgiete Ferreira, levando-a a um posto médico na Vila Nova Colina após ela ter brigado com o ex-companheiro. No local, teria sido orientado por uma funcionária da unidade de saúde a procurar a Polícia Militar.

No final da manhã desta segunda, Jorgiete Ferreira recebeu alta médica e foi levada à Delegacia de Rorainópolis, onde confirmou o depoimento do atual namorado. Ela explicou que os dois tinham ido a uma festa, chegaram cedo e foram dormir. Porém, acordou sendo esfaqueada por Manoel do Nascimento.

A suspeita já tem passagens na polícia por tráfico de drogas em Rorainópolis. Ela e o namorado foram presos em flagrante por homicídio.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente