Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Onda de homofobia e racismo preocupa deputados distritais

Publicado

Foto/Imagem:


Os recentes casos de racismo e violência homofóbica registrados no Distrito Federal geraram preocupação para alguns deputados distritais. Na sessão ordinária da Câmara Legislativa desta terça-feira (11), os temas foram tratados em pronunciamentos dos deputados petistas Arlete Sampaio e Cláudio Abrantes.

Arlete informou ter enviado uma carta ao governador Agnelo Queiroz pedindo medidas urgentes por parte do governo para evitar que Brasília seja palco, novamente, de práticas de violência contra gays e lésbicas. A deputada lamentou dois episódios acontecidos no final de fevereiro, quando mulheres lésbicas foram agredidas por causa de sua orientação sexual. A distrital pediu, ainda, a imediata regulamentação da lei que trata do assunto.

Já o deputado Cláudio Abrantes abordou o tema do racismo e destacou que a Polícia Civil está estudando a criação de seções especializadas nesse tipo de prática criminosa. O distrital elogiou a postura do Ministério Público do DF em relação ao caso de ofensa racial de uma cidadã australiana contra uma manicure negra. Exemplos recentes de racismo no futebol também foram condenados por Abrantes.

O deputado Wasny de Roure (PT) parabenizou o GDF pela inauguração do Centro Integrado de Línguas de Taguatinga. Segundo ele, a escola vai viabilizar a formação de estudantes em línguas estrangeiras num momento importante para o DF, às vésperas da realização da Copa do Mundo de Futebol.

O deputado apresentou, também, a reivindicação de estudantes e professores de Planaltina pela implantação de um centro de línguas na cidade. Para o distrital, o local pode ser provisório, mas a oferta dos cursos precisa acontecer o mais rápido possível.

Luís Cláudio Alves

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade